O CNPEM

O CNPEM se destaca no cenário nacional por ser um centro de referência aberto, multiusuário e multidisciplinar, com ações direcionadas para diferentes atores do Sistema Nacional de CT&I.

Organização Social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o Centro reúne equipes multitemáticas altamente especializadas, infraestruturas laboratoriais sofisticadas e abertas à comunidade científica, projetos de pesquisa e desenvolvimento em áreas estratégicas, parcerias com o setor produtivo e atividades de formação e capacitação de jovens pesquisadores.

O CNPEM opera quatro Laboratórios Nacionais e é o berço do projeto mais complexo da ciência brasileira – o Sirius. Mais recentemente, com o apoio do Ministério da Educação (MEC), o CNPEM expandiu suas atividades com a abertura da Ilum Escola Superior de Ciência – curso de graduação inovador e interdisciplinar em Ciência, Tecnologia e Inovação.

null
Instalações Abertas

Laboratórios de alta complexidade tecnológica

Instalações abertas para atender demandas das comunidade científica e tecnológica e, assim, promover o desenvolvimento nacional.

+
0
pesquisadores externos atendidos
null
Pesquisa e Desenvolvimento

Temas estratégicos
e de fronteira

Programas de pesquisa e inovação multidisciplinares com potencial impacto econômico e social.

+
0
publicações associadas
null
Apoio à Geração de Inovação

Parcerias
com empresas

Transferência de tecnologia e know how, escalanomento de processos e busca por soluções para problemas de alta complexidade tecnológica.

+
0
projetos com empresas
null
Treinamento, Educação e Extensão

Capacitação
e Difusão

Capacitação de recursos humanos em temas de fronteira e difusão do conhecimento científico e técnico.

+
0
pesquisadores capacitados

Instalações abertas

null

Sirius

Diversas técnicas de síncrotron em seis linhas de luz já abertas: Manacá, Carnaúba, Cateretê, Ipê, Imbuia e Ema.

null

Biociências

Cristalização de macromoléculas, espectrometria de massas, espectroscopia e calorimetria, ressonância magnética nuclear.

null

Biorrenováveis

Planta piloto, metabolômica, sequenciamento de DNA, bioprocessos e caracterização física e química de biomoléculas.

null

Nanotecnologia

Microscopias, espectroscopia e espalhamento, fabricação de dispositivos, síntese de materiais e nanotoxicologia e segurança.

Pesquisa e desenvolvimento

null

Saúde

Tecnologias terapêuticas, diagnósticas e de medicina regenerativa, visando bem-estar e aumento da expectativa de vida.

null

Energia Renovável

Tecnologias para biocombustíveis e energias livres de carbono, voltadas ao desenvolvimento econômico sustentável.

null

Materiais Renováveis

Biotecnologia industrial para produção de biorrenováveis, soluções customizadas ao cenário industrial brasileiro.

Competências transversais

Reúne técnicas experimentais e competências em temas transversais cujos resultados são continuamente aplicados no desenvolvimento dos programas de pesquisa do CNPEM e contribuem para a ampliação do portfólio de serviços oferecidos para a comunidade acadêmica e empresarial. Os esforços do Centro nestas áreas permitem acompanhar o avanço técnico-científico por meio da contínua capacitação de seus técnicos, especialistas e pesquisadores, além de gerar inúmeros desafios tecnológicos internos. Os conhecimentos gerados habilitam o CNPEM na realização de pesquisas de fronteira em temas diversos.

Notícias

Eventos

Inovação

Interação com Empresas

Interações com Empresas

Parcerias em pesquisa, desenvolvimento e inovação, transferências tecnológicas e prestações de serviços

Vitrine Tecnológica

Vitrine Tecnológica

Tecnologias disponíveis para licenciamento para diversas áreas estratégicas do país

Explore o CNPEM

null

Sirius

Saiba mais sobre a maior e mais complexa infraestrutura de pesquisa do País, motivo de orgulho nacional!

null

Visite o CNPEM

No contexto de isolamento social, o CNPEM implementou um programa de visita virtual às suas instalações. Participe!

null

CNPEM 360

O Tour Virtual do CNPEM oferece uma experiência imersiva, imagens panorâmicas e 150 hotspots com vídeos, fotos e animações inéditas!

null

Por dentro do CNPEM

Destaques das pesquisas e resultados do CNPEM mais recentes! Confira a nova edição do anuário!

null

Projetos de futuro

Detalhes sobre o Sirius, sobre os futuros centros de vivência e laboratórios de altíssima complexidade, únicos no continente. Descubra!

Multimídia

O Valor da Ciência

CNPEM Origens | Ep. 1

Webdoc Sirius | Ep. 1

Perguntas frequentes

O que é o CNPEM?

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) é uma organização privada sem fins lucrativos, sob a supervisão do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). Sediado em Campinas (SP), o CNPEM opera quatro Laboratórios Nacionais (LNLS, LNBio, LNNano e LNBR) e é o berço do projeto mais complexo da ciência brasileira, o Sirius – uma das fontes de luz síncrotron mais avançadas do mundo. A partir de 2022, com o apoio do MEC, o Centro expandiu suas atividades com a abertura da Ilum Escola de Ciência – curso de graduação inovador em Ciência, Tecnologia e Inovação.

Quais as principais atividades do CNPEM?

A atuação do CNPEM é desdobrada em inúmeras atividades que são organizadas por afinidade em quatro eixos de atuação: Instalações Abertas a Usuários Externos; Pesquisa e Desenvolvimento In-House; Apoio à Geração de Inovação e Treinamento, Educação e Extensão. Estes eixos são dinâmicos, interconectados e se realimentam. Três importantes pilares institucionais fundamentam a atuação do CNPEM: equipe de excelência formada ao longo de anos, modernas instalações científicas reunidas em um Campus único e modelo de gestão e cultura com foco em resultados.

Quem pode fazer pesquisas no CNPEM?

As instalações abertas do CNPEM fornecem um sofisticado instrumental científico para pesquisas acadêmicas e industriais. Para pesquisas acadêmicas é necessário que o pesquisador submeta uma proposta de pesquisa via plataforma SAU Online sem custos ou taxa de inscrição. Veja mais aqui. Para empresas que desejem desenvolver P&D&I envolvendo propriedade intelectual ou uso comercial, diferentes modelos de interação são possíveis: acordos de cooperação; transferência tecnológica e licenciamento; prestação de serviços e demandas tecnológicas internas. Essas propostas devem ser encaminhadas para inovacao@cnpem.br.

Quem financia o Projeto Sirius?

O Sirius é financiado pelo Governo Federal através do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Como funciona o programa de segurança radiológica do Sirius?

No Sirius, a radiação eletromagnética é produzida pelo funcionamento de um acelerador de partículas, uma máquina que, ao ser desligada, deixa imediatamente de produzir radiação. Não há uso de material radioativo e, portanto, não existe risco de explosão ou de liberação desses materiais no meio ambiente. Assim, o programa de segurança radiológica do Sirius visa garantir a segurança das instalações por meio do controle de acesso a determinadas áreas, e segue normas da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) quanto a valores para a exposição à radiação, classificação de áreas e cumprimento de responsabilidades para segurança radiológica. Em geral, os controles adotados no Sirius são mais rigorosos do que os recomendados pelas normas. Todas as áreas acessíveis da instalação possuem níveis de radiação correspondentes à radiação natural, isto é, são consideradas áreas livres.