O futuro – Arco elétrico e FSW

Publicado em 13/07/2009

13/07/2009 – Blog Info Solda

Faz certo tempo que li um artigo da mídia especializada sobre o futuro para os processos de união, especificamente, a soldagem. O texto afirmava que muito embora ocorrerão avanços na área das ciências dos materiais, culminando em novos processos de união ou/e em aperfeiçoamento dos já existentes e das pressões decorrentes das preocupações ambientais, as quais se projetarão na intensificação das aplicações de processos menos poluentes, como p. ex: a soldagem à fricção, os processos de soldagem ao arco elétrico continuarão dominando o universo da soldagem. Isto ocorrerá devido a relação custo finceiro/ características técnicas.

Muito embora tais informações sejam decorrentes de uma projeção, a qual é suscetível a desvios, acredito que a supremacia dos processos ao arco elétrico, de fato, continuará a persistir.

Contudo, também será contundente o espaço que será ganho por processos como o friction stir welding (FSW)-soldagem por fricção com pinos. O motivo: excelente continuidade metálica das juntas soldadas, ou seja, ótima qualidade.

Tive a oportunidade de conhecer o FWS através do Ph.D. Antônio Ramirez do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) em 2006, na ocasião pude ver corpos de prova de juntas em ligas de alumínio e fiquei espantado com os resultados obtidos.

Em mercados “mais maduros”, o FSW já é utilizado em escala industrial, principalmente na união de não ferrosos, quanto aos aços, existem algumas considerações que ainda estão sendo respondidas pelos especialistas,mas, penso, que não serão suficientes para impedir sua utilização.

Para quem quiser saber mais há uma ampla literatura na internet sobre FSW.

Por ora, fiquemos por aqui.

Viva a solda!!!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone