Matérias-primas, processos e bioprodutos fazem parte da Semana de C&T em Brasília

Publicado em 09/11/2017

Sociedade Nacional de Agricultura, 26 de outubro de 2017

O espaço da bioeconomia é uma das áreas de destaque no estande do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), montado na Semana de Ciência & Tecnologia em Brasília (DF), que será realizada até domingo, 29 de outubro.

De acordo com Bruno Nunes, coordenador de bioeconomia do MCTIC, foi organizado uma mostra das biomassas, dos processos e dos bioprodutos que podem ser gerados, com foco na produção do etanol e do biodiesel.

O estande foi montando em parceria com a Embrapa Agroenergia e com o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE). Quem passar por ele vai poder ver de perto as plantas oleaginosas, cachos de macaúba e de dendê, sementes de soja, girassol, pinhão-manso e o biodiesel. E quem nunca viu a produção de biodiesel, poderá presenciar ao vivo.

“Com relação microalgas, vai poder ver o fotobioreator, em placa e em frascos e tubos de laboratórios. Também vão ver as microalgas em tubos de ensaios com pigmentos e a biomassa seca e em linhaça. A ideia é mostrar o cultivo e os produtos oriundos dessa matéria-prima”, explica o chefe de P&D da Embrapa Agroenergia, Bruno Brasil.

A cana-de-açúcar e seus produtos, além das microalgas, também fazem parte da exposição do estande. O CTBE mostra a transformação da cana-de-açúcar em etanol de segunda geração e os diferentes bioprodutos derivados do processo.

APRENDIZADO

Para Vera Gouveia, gestora do conhecimento do CTBE, o público vai poder aprender sobre o processo de produção do etanol, ver a palha de cana e a própria cana e, no microscópio, a estrutura da cana e das microalgas, conta Vera. Para se sentir como um cientista, os estudantes e até adultos poderão se vestir com equipamentos de laboratórios, entre eles jalecos, óculos, fones de ouvido, luvas e máscaras.

Para o chefe geral da Embrapa Agroenergia, Guy de Capdeville, é importante levar as pesquisas da Unidade até o público:  “A ideia de ter um estande da Embrapa no evento é levar ao conhecimento da sociedade as pesquisas, os avanços e as tecnologias que impactam diretamente na vida do cidadão. O tema do estande Bioeconomia vem sendo debatido constantemente na Unidade”.

“Temos procurado desenvolver soluções nacionais que possam tomar o lugar daquelas importadas e, principalmente, buscando substituir os produtos de origem fóssil por aqueles de origem renovável. Somente assim, poderemos desenvolver uma bioeconomia sólida e sustentável”, destaca Capdeville.

SERVIÇO

Data: 23 a 29 de outubro
Local: Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade/Brasília/DF – Entrada Franca
Segunda a sexta-feira – das 8h30 às 18 horas
Sábado e domingo – das 10 às 18 horas
Para saber sobre a programação do evento acesse: http://snct.mctic.gov.br/semanact/opencms/index.html

Acompanhe as novidades do evento nas redes sociais da Embrapa Agroenergia
Facebook: Embrapa Agroenergia
Twittter: @cnpae
Linked In: Embrapa Agroenergy
Instagram: @embrapa.agroenergia

Fonte: Embrapa Agroenergia com edição d’A Lavoura

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone