Luz síncrotron é tema de palestra do Instituto de Física, na Biblioteca Mário de Andrade

Portal USP, em 24/08/16

 

O evento é uma oportunidade para entender o que é e para que serve a luz síncroton, e descobrir mais sobre o Sirius, sua evolução e perspectivas futuras

Luz sincontron

Imagem do LNLS, localizado em Campinas, São Paulo, e que integra o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, uma organização social qualificada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação

No dia 3 de setembro, sábado, das 10h às 11h30, será realizada a palestra “Luz síncrotron, o LNLS e Sirius, o novo acelerador brasileiro”, na Biblioteca Mário de Andrade. O palestrante é o professor do Instituto de Física (IF) da USP e diretor do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), Antônio José Roque da Silva.

Na palestra, Silva irá apresentar uma descrição do que é e para que serve a luz síncrotron, um panorama da evolução e situação atual do LNLS, bem como as perspectivas futuras relacionadas ao Sirius. O uso de luz síncrotron cresce continuamente no mundo. Isso, em parte, se deve à evolução da tecnologia dos aceleradores, que permitem novos experimentos. O Brasil teve uma importante contribuição para o desenvolvimento da ciência na América Latina quando desenvolveu a tecnologia e construiu a primeira fonte de luz síncrotron no hemisfério sul. E, desde 1997, o LNLS opera esse equipamento como uma facilidade aberta a usuários do Brasil e do mundo.

De LNLS a Sirius

Mas, a atual fonte de luz síncrotron brasileira está atingindo seus limites. Por isso, a partir de 2008, o LNLS está engajado no projeto de um novo acelerador síncrotron, o Sirius, que será uma das maiores e mais complexas infraestruturas científicas já construídas no país, e irá prover a comunidades de ciência e tecnologia com um equipamento competitivo com os melhores síncrotrons já existentes ou em construção no mundo. Essa nova fonte irá permitir a execução de pesquisas avançadas que hoje não são possíveis de serem realizadas no Brasil.

Silva possui graduação e mestrado em Física pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com doutorado em Física e pós-doutorado pela University of California at Berkeley, e um outro pós-doutorado pela University of California at Los Angeles, ambas nos Estados Unidos. É docente do IF, desde 1998, e, a partir de 2009, também está na direção do LNLS. Atua na área de Física da Matéria Condensada e Física Atômica e Molecular. Tem interesse principal na área de simulação computacional e cálculos de estrutura eletrônica e propriedades de transporte eletrônico, com foco na área de nanoestruturas.

Este evento faz parte do ciclo de palestras Física para Todos da Comissão de Cultura e Extensão do IF, que tem o intuito de explicar para a sociedade em geral temas ligados a área da física. O evento é gratuito e as inscrições devem ser feitas pelo site do IF. Confira aqui a programação das próximas palestras.

A Biblioteca Mário de Andrade fica na Rua Consolação, 94 – Consolação, São Paulo (próxima às estações Anhangabaú e República do metrô).

Mais informações por e-mail ccultext@if.usp.br e pelos telefones (11) 3091-6681 / 6682.

(Foto: Divulgação)

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone