Finep e Fapesp divulgam empresas selecionadas para participação no Sirius

Publicado em 01/06/2016
MCTI em 30/maio

Empresas de base tecnológica foram escolhidas no edital dos 13 desafios do Sirius para desenvolver soluções, produtos, processos e serviços inovadores. A construção da nova fonte de luz síncrontron deve ser concluída em 2018.

A Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCTIC) e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) divulgaram nesta segunda-feira (30) a lista das 15 propostas selecionadas para participar da construção do novo anel acelerador Sirius.  As empresas foram escolhidas no edital dos 13 desafios do Sirius, lançado em 2015.

Pela chamada, foram selecionadas empresas de base tecnológica do estado de São Paulo interessadas em desenvolver soluções, produtos, processos e serviços inovadores para o novo anel do Sirius, que será uma das primeiras fontes de luz síncrontron consideradas de quarta geração do mundo. Essa nova fonte terá brilho comparável ou melhor do que todas aquelas em construção ou recentemente construídas nas Américas, Europa e Ásia, permitindo que o Brasil se mantenha competitivo pelos próximos 20 anos. O projeto é do Laboratório Nacional de Luz Síncrontron (LNLS/MCTIC), localizado em Campinas (SP).

Cada empresa poderá solicitar até R$ 1,5 milhão para a realização dos projetos, sendo o investimento considerado a fundo perdido, isto é, sem expectativa de reembolso pela agência financiadora. Pelo menos 40% dos recursos alocados serão disponibilizados para microempresas e empresas de pequeno porte, conforme as regras do edital. O prazo de realização do projeto é de até 24 meses.

Saiba mais sobre o megaprojeto Sirius.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone