Workshop de Cristalografia treina usuários das Linhas de Luz do LNBio

Publicado em 22/09/2010
Assessoria de Comunicação, em 22/09/2010

Nos dias 16 e 17 de setembro, 15 pós-graduandos de instituições usuárias participaram da quinta edição do Workshop de Cristalografia, oferecido pelo Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) e Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) no Campus do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, em Campinas.

Com o tema “Determinação de estrutura de macromoléculas por faseamento experimental utilizando espalhamento anômalo”, o curso teve uma rápida introdução teórica e a maior parte do tempo foi dedicada à prática nas duas Linhas de Luz (MX1 e MX2) do LNLS operadas pelo LNBio. Ambas utilizam a difração de raios X por cristais de macromoléculas biológicas, como proteínas, para a determinação de sua estrutura tridimensional.

Voltado a estudantes de pós-graduação e pesquisadores com prévio conhecimento sobre cristalografia de macromoléculas, o treinamento avançado abrangeu desde derivatização de cristais com átomos pesados até a análise final do mapa de densidade eletrônica, passando por estratégias de coleta, processamento de dados e métodos para construção automática de modelos.

A quantidade de candidatos a inscrição superou o número de vagas oferecidas e por isso foi selecionado um representante de cada grupo de pesquisa usuário da ferramenta. O doutorando Rafael Caceres veio da PUC-RS, onde fica o único laboratório de cristalografia do estado, criado em 2005. “Trazemos os cristais feitos na PUC-RS para coleta de dados aqui. Somos usuários das Linhas de Luz desde 2006”, conta Rafael.

A pesquisa de seu grupo envolve a determinação de estruturas tridimensionais de enzimas de vias metabólicas essenciais com o intuito de desenhar inibidores mais potentes para o combate à tuberculose, doença que mata 8.300 brasileiros por ano, segundo a Organização Mundial da Saúde. No mundo, são cerca de dois milhões de vítimas por ano. Só em 2009 foram registrados 9,4 milhões de novos casos.

Segundo o organizador, Mario Murakami, “o curso acontece anualmente com o objetivo de ampliar o conhecimento do usuário sobre técnicas dedicadas a biologia estrutural de forma a utilizar todo potencial existente em nossas instalações, como as linhas de luz MX1 e MX2. Nossas instalações são continuamente aprimoradas e cada passo que damos, buscamos difundir esse conhecimento na comunidade”.

Murakami é pesquisador do LNBio, coordenador da Linha MX2 e do Laboratório Automatizado de Cristalização de Proteínas. O workshop foi organizado em colaboração com o coordenador da Linha MX1, Andre Ambrosio, também pesquisador do LNBio.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone