Uma semana para popularizar a ciência

Correio Popular em 15/outubro de 2016
foto
Que tal ver a superfície da Lua mais de perto? E os belos anéis de Saturno? Você já pensou sobre a cor da luz? Sonhou em entrar num superlaboratório e saber como são feitos os experimentos? Se respondeu sim a pelo menos uma dessas perguntas, é sinal de que terá uma semana cheia pela frente. De amanhã a 23 de outubro acontece a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNTC), que este ano tem como tema ‘Ciência alimentando o Brasil’.
Campinas e região metropolitana reúnem uma programação extensa de atividades gratuitas, que têm como objetivos aproximar a ciência e tecnologia da população e despertar o cientista adormecido em cada um de nós. As atividades incluem palestras, mostras científicas, oficinas, visitação a laboratórios e institutos de pesquisa, observação dos astros por meio de telescópio.
Uma das programações é a mostra ‘Conhecer para Preservar’, que acontece em Campinas a partir desta segunda-feira (17) até dia 21 de outubro, no Museu Dinâmico de Ciência de Campinas (MDCC), no portão 5 do Parque Portugal. Também no MDDC será realizada a mostra física e virtual “Jogos de Luz”, exposição modular e itinerante, vinculada ao projeto Ciência na Rua. Voltados para a faixa etária de 7 a 10 anos, os experimentos vão permitir às crianças brincar com artefatos programados para trazer à cena a natureza da luz.
No Museu Exploratório de Ciências da Unicamp serão realizadas três exposições. A Praça Tempo Espaço conta com experimentos que demonstram as diversas formas de medir espaço e tempo, indicando como as medidas foram evoluindo até os dias de hoje. Já a exposição ‘Pátio Tempo Clima’ é composta por quatro objetos de aferição meteorológica (pluviômetros, heliógrafo, termômetros, manômetro) e busca evidenciar conceitos importantes para a compreensão de clima e de tempo. A ‘Cor da Luz: o Código das Cores’ tem como objetivo criar uma obra de arte com cor-luz e mostrar a física e a ciência por trás dos fenômenos. Haverá ainda oficinas de experimentação, além de entrevistas no programa web rádio Oxigênio, uma realização do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) em parceria com a Web Rádio Unicamp.
Segundo Pedro Holanda, que é vice-diretor do Museu Exploratório e professor do Instituto de Física da Unicamp, as universidades têm sempre que levar ciência para o público em geral e a Semana Nacional é mais uma oportunidade de fazer isso. “É um convite à sociedade para entrar na universidade e sentir que a universidade é dela, é um espaço aberto para que saiba o que está acontecendo”, afirmou. Outras instituições que realizarão atividades em Campinas são o CTI Renato Archer, CPqD, PUC-Campinas, Companhia de Desenvolvimento do Polo de Alta Tecnologia de Campinas (Ciatec), Laboratório Avançado de Bricks, Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), Informática de Municípios Associados (IMA).
Em Campinas, a Semana Nacional é feita em conjunto com a Semana Municipal de Ciência e Tecnologia, por meio das secretarias de Cultura e de Desenvolvimento Econômico e Turismo. O secretário de Cultura, Ney Carrasco, destaca que ciência e tecnologia permeiam a vida das pessoas e tem tudo a ver com a cultura. Ele ressaltou as atividades que serão realizadas no MDCC são voltadas para o público em geral e haverá também programação voltada para escolas. Este ano são esperadas 900 alunos da rede pública municipal nos institutos de pesquisa e 2 mil pessoas no Inova Campinas.
“Os jovens vão visitar, ter palestras, ser recebidos pela equipe do museu, para despertar o fascínio pela ciência, pelo conhecimento. Pela tecnologia ela já tem, mas pela ponta, como usuário. Queremos despertar o outro lado. Que elas possam também desenvolver as ferramentas, videogames, aplicativos”, comentou.
Região
Cidades como Monte Mor, Nova Odessa e Hortolândia também estão com atividades dentro da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. De amanhã a 21 de outubro, o Instituto de Zootecnia (IZ), unidade Nova Odessa, receberá mais de 2 mil alunos das escolas estaduais para participar de atividades. Haverá exposição do Planeta Inseto do Instituto Biológico, exposição de plantas forrageiras voltadas à alimentação dos animais, exposição de animais que fazem parte das pesquisas realizadas no IZ (bezerros, ovinos, aves e suínos), além de palestras.
Serviço
Algumas atividades precisam de inscrição prévia. A programação completa da Semana Nacional e Municipal de Ciência e Tecnologia em Campinas pode ser conferida no link: http://semanacetcampinas.wixsite.com/2016/copia-programacao.
A programação de todas as cidades que estão com atividades da Semana Nacional podem ser conferidas no site: http://semanact.mcti.gov.br/.
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone