Sirius recebe projeto que ensina física moderna a professores do ensino médio

Publicado em 01/10/2019

Por G1 Campinas em 01/10/2019

Principal projeto científico do Brasil, o Sirius, laboratório de luz síncrotron de 4ª geração em construção em Campinas (SP), recebe um projeto para ensinar física moderna a professores do ensino médio. As inscrições estão abertas até o dia 31 de outubro, e as aulas ocorrem entre 20 e 24 de janeiro de 2020.

Organizada pelo Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) em parceria com a Sociedade Brasileira de Física (SBF), a 2ª edição da Escola Sirius para Professores de Ensino Médio (Espem) irá selecionar 35 docentes de todo o País.

Com duração de cinco dias, a escola possui aulas expositivas, demonstrações computacionais e experimentais e contato com pesquisadores dos laboratórios nacionais do CNPEM, além de visita ao Sirius.

A inscrição é feita pelo site do projeto e os interessados devem preencher os seguintes pré-requisitos:

  • Ser professor(a) de Física;
  • Ser graduado(a) em licenciatura em Física ou, em caso de outra formação, ter habilitação em licenciatura em Física;
  • Estar em atividades de docência, em sala de aula, em turmas do Ensino Médio das redes municipal, estadual, federal ou privada;
  • Ter seu Currículo Lattes atualizado na ocasião da inscrição;
  • Preencher o formulário de inscrição dentro do período de inscrição.
  • Serão consideradas elegíveis apenas as candidaturas que preencherem os pré-requisitos acima.

De acordo com o CNPEM, serão selecionados 25 profissionais que atuam na rede pública, municipal ou estadual (no máximo uma por unidade federativa), e cinco que atuam na rede pública federal (distribuídas uma por região). As cinco vagas para docentes da rede privada serão divididas uma por região.

Não haverá custos com passagem, hospedagem e alimentação aos 25 professores da rede pública, estadual e municipal.