Rede busca articular comunidade científica da área de astrobiologia

Publicado em 14/06/2013

Jornal Brasil On-Line, em 14/06/2013

A Rede Brasileira de Astrobiologia (RBA) buscará organizar e aumentar a integração da comunidade científica da área no país, viabilizando a divulgação de eventos e oportunidades de cooperação em pesquisa. É voltada a pesquisadores, docentes e estudantes de graduação e de pós-graduação que atuam em pesquisa, ensino ou divulgação da astrobiologia no Brasil ou no exterior.A rede foi criada no fim de maio por pesquisadores da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), do Núcleo de Pesquisa em Astrobiologia da Universidade de São Paulo (NAP-Astrobio/USP) e do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), além da contribuição de membros de instituições de diversos estados.

Os integrantes da RBA pretendem igualar as ações da astrobiologia brasileira às de outros países, organizando, sistematizando e ampliando as conexões científicas dos profissionais em território nacional, além de ampliar o reconhecimento de estudos na área em outras partes do mundo.

Dois dos coordenadores e fundadores, Douglas Galante e Fábio Rodrigues, são ligados ao LNLS, um dos quatro laboratórios nacionais administrados pelo Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Leia mais.

*Com informações da UFSCar

Fonte: Ascom do MCTI*

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone