Plano viário da Ciatec prevê novos 15 km

Publicado em 26/08/2013
Metro Campinas, em 26/08/2013

Projeto foi concluído e aguarda formalização da Secretaria de Assuntos Jurídicos para ser encaminhado à Casa das Leis.

Emdec não sabe volume de veículos na área, mas congestionamentos são frequentes. / Thomaz Marostegan/ Metro Campinas

Ainda que não se saiba quando serão implantados, a Prefeitura de Campinas reconhece a necessidade de 15 quilômetros a mais de vias na região da Ciatec (Companhia de Desenvolvimento do Polo de Alta Tecnologia), que conta hoje com apenas cinco quilômetros de estrada. É isso que prevê o Plano Viário da região, finalizado nessa semana pelo Executivo. O estudo passa por um pente-fino para então ser encaminhado à Secretaria de Assuntos Jurídicos, que formalizará o projeto de Lei a ser enviado à Câmara de Vereadores.

Além de novas rotas, o plano prevê a duplicação da rua Giuseppe Máximo Scolfaro, da estrada Giuseppina Vianelli Napolli e das vias que cercam o CPqD. Entre as novidades previstas no plano está o prolongamento da avenida Guilherme Campos, que terá acesso ao CPqD e à Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

A última rua do campus da PUC-Campinas também deverá ser prolongada nos dois sentidos. Um deles seguirá até a avenida Guilherme Campos e o outro fará a ligação até a rodovia Governador Doutor Adhemar Pereira de Barros.

A rua Giuseppe Máximo Scolfaro também deve ser prolongada em um trecho que seguirá até a rodovia. “Vai dar vazão a todo aquele fluxo que vem desde Paulínia e já segue para a Campinas- Mogi”, afirma a diretora de Planejamento, Maria Célia Caiado.

Por causa da instalação do Sírius – a nova fonte de Luz Síncroton, que deve ficar pronta até 2016 –, a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano precisou pensar em uma rota alternativa para evitar grande fluxo de veículos na região do CNPEM (Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais), tendo em vista que a fonte é sensível a trepidações. Por causa disso, foi planejada uma nova via que interligará a rua Giuseppe Máximo Scolfaro à via do CPqD. Essa rota ainda cruzará a rua do CPqD e seguirá até um trecho próximo à PUC-Campinas.

O objetivo do plano é auxiliar a desafogar o trânsito da região, que hoje é caótico. Além disso, segundo o secretário de Planejamento, Ulysses Semeghini, o estudo pretende dar suporte para que seja desenvolvido, em cima dele, o plano urbanístico daquela região. “É útil para que a prefeitura possa definir também o uso e ocupação do solo”, afirma Semeghini.

De acordo com o secretário, a aplicação do plano viário poderá ser feita pela própria prefeitura ou viabilizada a partir de contrapartidas de investidores, conforme o desenvolvimento da região nos próximos anos.

Ciatec aprova diretrizes

Ao ver o plano viário concluído, o presidente da Ciatec, Luiz Carlos Rocha Gaspar, aprovou as diretrizes dadas pela Secretaria de Planejamento. Na análise de Gaspar, o projeto abre novas perspectivas para a Ciatec. “Era muito importante termos um plano. Vai ajudar muito. E eu acho que vai dar conta dos problemas que temos hoje”, afirma.

O projeto concluído já passou também pela Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas), Secretaria de Infraestrutura e Secretaria do Verde. Esta última pediu algumas alterações no traçado original em relação a uma área tombada e locais de baixada, onde podem ocorrer alagamentos.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone