Pesquisa sobre etanol celulósico ganha Prêmio Capes de Tese

Publicado em 12/07/2012
Sarita Rabelo, do CTBE, venceu a premiação na área de ciências exatas e da terra. Três trabalhos foram selecionados de 401 inscritos

Assessoria de Comunicação, em 12/07/2012

A assistente de pesquisa Sarita Cândida Rabelo, do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE), foi agraciada na noite de ontem (11/7) em Brasília com o Grande Prêmio Capes de Tese 2011 na área de ciências exatas e da terra. O concurso premiou as melhores teses de doutorado defendidas em 2010 em diversas áreas do conhecimento, em cursos reconhecidos pelo MEC.

Das 401 pesquisas inscritas, 45 (uma por área do conhecimento) foram selecionadas para a premiação final e outras 73 homenageadas com menção honrosa. Entre os finalistas, três trabalhos de áreas distintas foram gratificados com o Grande Prêmio Capes que concede aos seus autores U$ 15.000, oferecidos pela Fundação Conrado Wessel. Os 45 alunos selecionados recebem ainda bolsa para realização de estágio pós-doutoral em instituição nacional de até três anos, podendo converter um ano em estágio pós-doutoral fora do país, em instituição de notória excelência na área de conhecimento do premiado.

A pesquisa de Sarita Rabelo intitulada “Avaliação e otimização de pré-tratamentos e hidrólise enzimática do bagaço de cana-de-açúcar para a produção de etanol de segunda geração” foi desenvolvida na Faculdade de Engenharia Química (FEQ) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), sob orientação de Aline Carvalho da Costa e co-orientação de Rubens Maciel Filho.

Sarita (à direita), ao lado do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, do presidente da Capes, Jorge Guimarães (à sua direita) e pelo presidente do CNPq, Glaucius Oliva (à sua esquerda)

Financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), a tese premiada discutiu os desafios e as alternativas para a produção do etanol celulósico por meio do emprego de novas tecnologias e da aplicação do conceito de biorrefinaria. Sarita Rabelo estuda a integração otimizada de todas as etapas do processo produtivo de etanol de segunda geração, com o objetivo de maximizar a produção do combustível, aproveitar os resíduos e conectar o processo proposto a uma usina de primeira geração. Dentre as descobertas, observou-se que um pré-tratamento eficiente e seletivo pode diminuir a carga de enzimas necessária para converter a biomassa em açúcares e em etanol, o que diminui os custos do processo.

O trabalho premiado deu origem a sete artigos em revistas científicas indexadas, dois capítulos de livros e uma patente que foi escolhida para participar da primeira edição do “Desafio Unicamp de Inovação Tecnológica”, ocorrido em 2011. Parte da pesquisa foi feita durante estágio no Institut National de la Recherche Agronomique (INRA), em Narbonne, França, para estudos de produção de biogás a partir dos licores de pré-tratamento.

Além de Sarita Rabelo, receberam o Grande Prêmio Capes de Teses 2011 Eduardo Rochete Ropelle da Unicamp, na área de ciências da saúde e Lincoln Thadeu Gouvêa de Frias da Universidade Federal de Minas Gerais, nas ciências humanas.

Pesquisas premiadas do CTBE

A premiação concedida à Sarita Cândido Rebelo se junta a uma série de trabalhos do CTBE premiados nos últimos meses. Em junho desse ano, o estudo Scientific Challenges Of Bioethanol Production In Brazil, publicado na Applied Microbiology And Bioethanology foi eleito terceiro colocado na categoria Trabalhos Acadêmicos Publicados do Top Etanol, prêmio patrocinado por diversas empresas do setor sucroenergético. O autor Gustavo Goldman, pesquisador associado do CTBE e professor da Universidade de São Paulo de Ribeirão Preto, foi agraciado com R$ 1.000,00.

Ainda em junho de 2012, o trabalho The virtual sugarcane biorefinery: a tool for sustainability assessment in the sugarcane production chain foi o vencedor na categoria Acadêmica do Prêmio de Meio Ambiente 2012, promovido pela Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA). Onze profissionais do CTBE participaram da pesquisa.

Já na área de física de plasmas, o estudo Ozone Measurements by Absorption Spectroscopy Applying Dieletric Barrier Discharges at Atmospheric Pressure for Sugarcane Bagasse Treatment, liderado por Jayr de Amorim Filho foi eleito “hot topic” da Europhysics Conference on Atomic and Molecular Physics of Ionized Gases, maior conferência europeia da área que acontece nessa semana em Portugal. Oito trabalhos, dentre 300 inscritos, ganharam este prêmio que dá o direito aos autores de proferir uma palestra e publicar a pesquisa na edição especial sobre o evento do periódico científico Plasma Sources Science and Tecnology.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone