Ministério de Educação e Ciência de Portugal busca estreitar relações com o Brasil

Publicado em 20/03/2013

Assessoria de Comunicação, em 20/03/2013

O Ministro de Educação e Ciência de Portugal, Nuno Crato, visitou o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) nesta terça-feira (19/3), em Campinas-SP. A visita teve como objetivo estreitar as relações entre os dois países nas áreas científica e tecnológica.

A comitiva ministerial portuguesa, composta por representantes de universidades e institutos de P&D, foi recebida pelo diretor do CNPEM, Carlos Alberto Aragão, e visitou as instalações de dois dos seus Laboratórios Nacionais: o de Luz Síncrotron (LNLS) e o de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE).

Os visitantes mostraram interesse também no Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano). Segundo o ministro português, será lançado um edital nos próximos dias para pesquisas desenvolvidas em parceria com o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL), localizado em Braga.  “O Brasil é muito bem-vindo para participar dessa colaboração”, informa Crato.

A delegação portuguesa era formada por Miguel Seabra, presidente da Fundação para Ciência e Tecnologia (FCT); António Coutinho, do Instituto Gulbenkian de Ciência; José Luis Sousa Freitas, da GMV Skysoft; Ana Cristina Guimarães, responsável no Brasil pela Critical Software; Ricardo Mendes, da TEKEVER; José Santos-Victor, vice-presidente do Instituto Superior de Tecnologia (IST); José Oliveira Santos e Paulo Chaves, do Instituto de Soldadura e Qualidade (ISQ); Joaquim Mourato, presidente do Conselho dos Institutos Politécnicos (CCISP); João Gabriel Silva, reitor da Universidade de Coimbra; Eugénio Ferreira e Estelita Vaz, da Universidade do Minho; António Rendas (reitor) e João Falcão, da Universidade do Porto. Também participou da visita o cônsul de Portugal em São Paulo, Paulo Lourenço.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone