FAPESP e British Council apresentam oportunidades de pesquisa conjunta

Publicado em 12/03/2015

FAPESP em 10/03/2015

Diego Freire | Agência FAPESP – Diversas oportunidades de financiamento à colaboração entre pesquisadores brasileiros e do Reino Unido foram apresentadas no dia 5 de março, na FAPESP, por representantes da Fundação e do British Council a pesquisadores que participavam de um workshop da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) sobre política de ciência, tecnologia e inovação.

As apresentações integraram o workshop Innovation systems and policy mix towards multidimensional development, que ocorreu de 3 a 6 de março, em Campinas. O evento foi um dos 16 workshops de pesquisa financiados pela FAPESP e pelo British Council no âmbito da chamada de propostas lançada pelas instituições em 2014, com recursos do Newton Fund, fundo de apoio à pesquisa em ciência e inovação do governo britânico.

De acordo com o coordenador do workshop, Sergio Luiz Monteiro Salles-Filho, do Instituto de Geociências da Unicamp, “o objetivo foi auxiliar os pesquisadores participantes a elaborar propostas de pesquisas que possam ser submetidas às oportunidades de financiamento da FAPESP e do Reino Unido, concluindo o evento com um conjunto de propostas com potencial de financiamento”.

Participaram 34 pesquisadores de universidades paulistas e de diversas instituições do Reino Unido. As oportunidades de financiamento oferecidas pela FAPESP foram apresentadas por Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico da Fundação, que também expôs um panorama da produção científica no Estado de São Paulo.

“A FAPESP oferece uma série de possibilidades de apoio à colaboração internacional em pesquisa, que auxiliam a ida de pesquisadores brasileiros a instituições de diversos países e a vinda de pesquisadores estrangeiros a instituições brasileiras, entre outras iniciativas”, disse.

Camila Morsch, do British Council, falou sobre oportunidades oferecidas pelo governo britânico. “O Brasil desempenha há algum tempo um papel importante de cooperação com o Reino Unido, fortalecido pela FAPESP, que é parceira em diversas iniciativas conjuntas. Algumas das parcerias mais robustas entre instituições brasileiras e britânicas são desenvolvidas com a FAPESP, cuja liderança ajuda inclusive a expandir as oportunidades de financiamento”, afirmou.

Entre as oportunidades apresentadas, Morsch destacou a reabertura da chamada FAPESP – British Council Researcher Links para novos workshops.

“A exemplo deste evento, esses workshops contribuem para o desenvolvimento de diversos campos de pesquisa ao promover encontros entre pesquisadores com objetivos comuns e meios distintos, muitas vezes complementares, de alcançá-los. Trata-se de uma espécie de mentoria com pesquisadores no início de suas carreiras”, explicou.

Reflexões

Além das oportunidades de colaboração, o workshop promoveu discussões sobre política científica, tecnológica e de inovação no mundo.

“Foram tratados os desafios e as tendências da inovação e dos instrumentos e metodologias das políticas de ciência, mecanismos de avaliação de impacto dos recursos que são aplicados em tecnologia e inovação e a prática de diversos países nessas áreas”, disse Salles-Filho.

A programação do workshop na Unicamp contou com palestras para encorajar reflexões sobre a dinâmica da gestão dos sistemas de ciência, tecnologia e inovação, identificando diferentes iniciativas ao redor do mundo e discutindo suas implicações.

“São reflexões de extrema relevância para o desenvolvimento econômico e social. A dinâmica científica e tecnológica está em constante transformação e é preciso repensá-la nos níveis regional, nacional e internacional”, disse Salles-Filho.

Os pesquisadores também fizeram visita guiada ao Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas, e aos seus quatro laboratórios: Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE); Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS); Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano); e Laboratório Nacional de Biociências (LNBio). Após as visitas, foram feitas discussões sobre os desafios da relação entre ciência e inovação.

Mais informações sobre o evento: www.ige.unicamp.br/geopi/science-technology-innovation-systems-dynamics-governance-public-policy.

Repercussão: Unifesp

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone