Publicado em 07/01/2019

Correios lançam selo comemorativo sobre 1ª etapa do Projeto Sirius

G1, 29/12/2018

Evento foi no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais, em Campinas. Ministro Gilberto Kassab participou da homenagem e disse que duração do afastamento de cargo no governo Doria será ‘o mais breve possível’.
Ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, esteve em evento no CNPEM, em Campinas; ele é investigado pela Polícia Federal. — Foto: Toni Mendes/EPTV

Ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, esteve em evento no CNPEM, em Campinas; ele é investigado pela Polícia Federal. — Foto: Toni Mendes/EPTV

O Projeto Sirius do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas (SP), foi homenageado neste sábado (29) em um selo postal dos Correios em comemoração à entrega da primeira etapa do laboratório de luz síncrotron. O ministro da Ciência e Tecnologia Gilberto Kassab (PSD), investigado pela Polícia Federal por suposto recebimento de propina, acompanhou o evento.

A estrutura do Sirius é uma das mais modernas do mundo, e o ministro ressaltou a importância do projeto e do investimento em pesquisa.

“Não há melhor maneira para um país sair de uma crise, de uma conjuntura econômica desfavoravel, que não seja o investimento na pesquisa, na ciência, na inovação, e o Projeto Sirius expressa essa linha de raciocínio. E esse selo comemorativo é emblemático, porque pereniza, torna eterna essa convicção do Estado brasileiro”, afirma Kassab.

Selo postal comemorativo pela entrega da primeira etapa do Projeto Sirius; evento ocorreu no CNPEM, em Campinas. — Foto: Toni Mendes/EPTV

Selo postal comemorativo pela entrega da primeira etapa do Projeto Sirius; evento ocorreu no CNPEM, em Campinas. — Foto: Toni Mendes/EPTV

Kassab anunciou na última quinta-feira (27) que pediu licença do cargo de secretário da Casa Civil do governo Doria (PSDB) em São Paulo, que ele assumiria a partir de 1º de janeiro. Ele será empossado e afastado em seguida, e não receberá salário.

Em entrevista ao final do evento em Campinas, o ministro não deixou claro o período que durará o seu afastamento.