Parceria da Embrapa com a Ecoinvent deve gerar mais de 100 inventários agrícolas

EMBRAPA em 14/dez

Projeto que conta com a Fundação Espaço Eco e CTBE prevê inclusão dos datasets no Banco Nacional de Inventários do Ciclo de Vida – SICVBrasil

A Embrapa irá disponibilizar mais de 100 inventários de ciclo de vida da produção agrícola brasileira, que serão incluídos no Ecoinvent, banco de dados suíço de Avaliação do Ciclo de Vida que possui abrangência internacional, e ainda no Banco Nacional de Inventários do Ciclo de Vida – SICVBrasil. O projeto inclui a geração de 80 inventários de produtos agrícolas, florestais, pecuários e agroindustriais, 35 inventários de operações agrícolas e mais de 30 conjuntos de informações sobre transporte de insumos e de produtos intermediários.

“Os inventários de ciclo de vida de produtos agrícolas são a base de estudos de ACV, que podem mostrar oportunidades de melhoria nos nossos processos produtivos com vistas à sustentabilidade, além de aumentar a nossa competitividade no comércio internacional”, explica a pesquisadora da Embrapa Meio Ambiente Marília Folegatti.

Os datasets terão recorte regional e serão agregados como inventários nacionais. Alguns dos inventários serão disponibilizados já nos primeiros meses de 2017. O projeto vai envolver, além da Embrapa, o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) e a Fundação Espaço Eco (FEE) que irão contribuir na coleta e organização dos dados.

A ecoinvent irá revisar os dados em conformidade com padrões internacionais, armazená-los e, juntamente com a Embrapa, disponibilizá-los ao Banco Nacional de Inventários – SICV Brasil. “A colaboração na coleta de dados com a Embrapa e outras instituições de pesquisa no contexto do projeto SRI é uma oportunidade única para que ambas as partes contribuam para a disponibilidade de dados de alta qualidade”, comenta o gerente de projetos da ecoinvent, Amir Safaei.

“Com a inclusão dos datasets no SICV Brasil, teremos informações do agronegócio, o que irá aumentar a relevância do nosso banco de dados em contexto nacional e internacional”, conclui o coordenador de Avaliação do Ciclo de Vida do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), Tiago Braga.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone