CNPEM e município promovem capacitação em gestão da inovação

Publicado em 18/03/2013

Portal MCTI, em 15/03/2013

As empresas de base tecnológica de Campinas (SP) vão ter à sua disposição um programa de capacitação em gestão da inovação e propriedade intelectual. Foi assinado nesta quinta-feira (14) um protocolo de intenções entre o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) e a prefeitura do município para treinamento de 150 empresários selecionados a partir de abril deste ano.

O programa de capacitação será desenvolvido em parceria com a Agência de Inovação Inova Unicamp e terá três módulos de quatro horas. O primeiro deles aborda estratégias, ferramentas de inovação e inteligência de negócios. O segundo trata dos aspectos jurídicos relacionados a proteção do conhecimento, propriedade intelectual e transferência de tecnologia. O último discute a transferência de conhecimento e a apresentação de novas tecnologias geradas pelo CNPEM, organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).

Para o diretor do centro, Carlos Alberto Aragão, o protocolo firmado representa uma oportunidade de ampliar o relacionamento com empresas do setor tecnológico de Campinas, contribuindo para torná-las mais competitivas no cenário nacional e internacional, ao mesmo tempo que permite identificar problemas científicos e tecnológicos nos quais a instituição pode atuar.

O convênio faz parte do Programa Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação da prefeitura de Campinas, estruturado inicialmente em três pilares: a capacitação de empresas de base tecnológica em gestão da inovação e inteligência de negócios; o fomento ao “investidor anjo” e o Prêmio Start-up Campinas; e a criação da Aceleradora de Campinas, em parceria com o Núcleo Softex, para apoiar o crescimento das empresas de tecnologia.

Inserção

O prefeito Jonas Donizete explicou que o plano apresentado tem como objetivo fortalecer as empresas campineiras de base tecnológica, de modo a gerar empregos de qualidade e mais receitas. Dessa forma, ele espera reforçar o papel da cidade no cenário brasileiro de ciência e tecnologia.

O convênio celebrado também contempla a inserção do CNPEM no Circuito Tecnológico de Ciência e Tecnologia de Campinas. Esse projeto envolve nove municípios da região que se organizam para promover a integração e o desenvolvimento regional por meio da atividade turística.

Durante a assinatura do protocolo de intenções, Donizete anunciou outras duas iniciativas para o setor científico e tecnológico da cidade. Uma é a implantação de centro de tecnologia da Petrobras dentro do Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer (CTI/MCTI), com investimentos de cerca de R$ 15 milhões. A outra é a implantação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). De acordo com o prefeito, este é o primeiro passo rumo a uma futura universidade federal no local.

Texto: Ascom do CNPEM

Repercussão: JusBrasil, Jornal Brasil On-line,

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone