CNPEM e ANPEI iniciam parceria para promover inovação

Publicado em 17/08/2015
NIT Mantiqueira, em 13/08/2015

 

Os associados da ANPEI realizaram uma reunião para aprovar as atividades de 2014, eleger a nova diretoria e realizar o planejamento para os próximos anos. Os participantes também visitaram as instalações dos quatro laboratórios do CNPEM.

 

 

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) sediou, nesta sexta-feira, dia 7 de agosto, a XXXI Assembleia Geral Ordinária da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (ANPEI). Os associados se reuniram no campus da Unidade de Pesquisa (UP), localizada em Campinas (SP), para aprovar o balanço do exercício de 2014, discutir o planejamento estratégico e eleger membros da diretoria.

Além da reunião administrativa, os empresários associados à ANPEI também visitaram as instalações dos Laboratórios Nacionais que integram o CNPEM: o de Luz Síncrotron (LNLS), de Biociências (LNBio), de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) e de Nanotecnologia (LNNano).

Essa aproximação entre o ANPEI e o CNPEM tem como principal objetivo disseminar para a comunidade empresarial as competências que o CNPEM, por meio de seus laboratórios, disponibiliza para apoiar a geração de inovação nos setores da agricultura, da indústria e dos serviços.

Para Naldo Medeiros Dantas, Secretário Executivo da ANPEI, essa iniciativa realizada pela entidade demonstra a vontade em agregar novos atores, como empreendedores e startups a trabalharem a gestão da inovação nas empresas. Segundo Dantas, “Realizar esta assembleia, este momento de reflexão estratégica, em um ambiente onde se respira pesquisa, desenvolvimento e inovação é uma conexão entre o passado e o futuro da ANPEI. Nós planejamos assumir novos desafios, mais rico e mais denso em tecnologia”.

Segundo Carlos Américo Pacheco, Diretor-Geral do CNPEM, a instituição reúne competências singulares em diferentes áreas do conhecimento, tornando o centro uma potência para a realização de novas tecnologias e processos que possam gerar oportunidades econômicas. “Para que isso aconteça é fundamental a interlocução com empresas que investem na promoção da inovação e do desenvolvimento tecnológico”, afirmou Pacheco.

Fonte: CNPEM

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone