Artigo do LNBio é Top 2% pelo site F1000

Publicado em 01/09/2011

O artigo “Plant pathogenic bacteria utilize biofilm growth-associated repressor (BigR), a novel winged-helix redox switch, to control hydrogen sulfide detoxification under hypoxia”, do pesquisador do LNBio Celso Benedetti, foi publicado na edição de junho do periódico The Journal of Biological Chemistry. O artigo descreve como bactérias fitopatogênicas, incluindo Xylella fastidiosa, que causa doença em citros, sobrevivem no interior da planta. O grupo do LNBio descobriu que para viverem em um ambiente com baixa concentração de oxigênio, como é o caso do tecido vascular das plantas, as bactérias utilizam proteínas específicas para eliminar o gás sulfídrico de seu interior, uma substância tóxica que bloqueia a respiração aeróbica das células. O grupo revela ainda que uma proteína chave, chamada BigR, funciona como um interruptor molecular que sinaliza para as células que elas precisam ativar o sistema de eliminação de gás sulfídrico.

Em julho, o artigo do LNBio foi recomendado pela Faculty of 1000 (F1000), uma comunidade de 10 mil especialistas que selecionam e avaliam artigos publicados em biologia e medicina. O site surgiu em 2002 com 1.000 colaboradores e o propósito de que pesquisadores comentem trabalhos significativos da área dando a eles maior visibilidade e promovendo assim novas colaborações. A cada mês são publicadas em média 1.500 avaliações, o que corresponde a aproximadamente 2% dos novos artigos científicos na área.

De acordo com o comentário feito pela F1000, o trabalho realizado no LNBio descreve um mecanismo inédito de regulação gênica e modo de ação de uma classe proteínas de bactérias que até então eram consideradas como sensores de metais. Na avaliação da F1000, o trabalho descrito na revista JBC representa uma quebra de paradigma na área de sensores bacterianos.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone