Acadêmicos da UEMS visitam acelerador de partículas brasileiro

Portal UEMS, 6 de julho de 2015

Nos

Acadêmicos da UEMS em São Paulo

Acadêmicos da UEMS em São Paulo

Acelerador de Partículas Brasileiro, em Campinas-SP e o Reator Nuclear em São Paulo-SP.

O Projeto coordenado pelo professor Armando Cirilo de Souza, sob a colaboração dos acadêmicos Emy Kuroiwa e Higor Pinheiro, ambos do 3º ano de Engenharia Física, e supervisão dos professores Margarete Soares e Wagner Manara , visou proporcionar aos alunos um contato direto com alguns dos grandes centros de pesquisas do Brasil.
No dia 29 os acadêmicos visitaram o Laboratório Nacional de Luz Sincrotron (LNLS) no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) em Campinas. Lá os acadêmicos aprenderam um pouco mais sobre o acelerador de partículas e sua funcionalidade, sanando dúvidas e discutindo sobre a implementação do Projeto Sirius. “Visitar o Síncrotron foi uma experiência muito inovadora, por ser o único acelerador de partículas na América Latina, podemos ver o quão avançado cientificamente estamos. O acelerador recebe constantemente cientistas não somente do Brasil, mas também do mundo inteiro. Comparando o atual acelerador (Síncrotron) com o Projeto Sirius, podemos imaginar o tamanho do avanço científico que o Brasil apresenta, e saber que temos tudo isso a nossa disposição é realmente incrível”, afirmou o acadêmico Vitor Puglieri do 2º ano de Engenharia Física.
No dia 30, os acadêmicos seguiram para São Paulo, estendendo a visita ao Centro de Ciência e Tecnologia dos Materias (CCTM-USP) e ao Centro do Reator de Pesquisa no Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares ( CRPq/IPEN – USP). Lá os acadêmicos puderam acompanhar de perto o funcionamento do reator nuclear, observando na prática toda a base teórica fornecida pela Universidade.
“O Higor e eu nos dispomos a ajudar, nos dedicamos integralmente na execução desse projeto. Acredito que a atuação do acadêmico, em conjunto com os docentes, seja de fundamental importância, nos proporcionando uma grande oportunidade de conhecer de perto toda a funcionalidade daquilo que vínhamos pesquisando”, declarou a acadêmica Emy Kuroiwa.
 O acadêmico, Higor Pinheiro,  ressalta que a vista forneceu aos visitantes um novo horizonte multidisciplinar. “Conseguimos ter contato com diferentes áreas, desde o acelerador de partículas no CNPEM até o Setor de Radiofármacos no IPEN. Isso é muito importante, principalmente em nossa área. Saber quais caminhos podemos seguir e quais áreas poderemos trabalhar fortalece ainda mais nossa visão como acadêmicos e futuros Engenheiros, além de contribuir com a divulgação do nome de nossa instituição”, explicou.
De acordo com o professor, Armando Cirilo, outras visitas serão necessárias durante este processo de formação do Curso. Segundo ele investir nesses Projetos é de fundamental importância. “Precisamos trocar conhecimentos, mostrar aos acadêmicos tudo aquilo que o Brasil vem produzindo. Precisamos ocupar espaço, prepará-los para além das salas de aula, proporcionar novas experiências, fornecer um forte networking, não somente para o mercado de trabalho como também na áreas de Pesquisas no Brasil.”
Clipping julho

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone