Weg fornecerá componentes para o projeto Sirius

Publicado em 23/07/2013

Revista Amanhã, em 22/07/2013

Empresa catarinense produzirá eletroímãs da nova máquina aceleradora de elétrons desenvolvida pelo LNLS

A Weg, de Jaraguá do Sul (SC) fabricará componentes para o maior equipamento científico já produzido no Brasil. O Projeto Sirius será a nova máquina aceleradora de elétrons a velocidades próximas da luz, que irá produzir uma nova fonte de luz intensa com alto poder de penetração. Como um gigantesco microscópio, o acelerador produz a chamada luz “síncrotron”, que os cientistas utilizam para desvendar a estrutura atômica de materiais.

Desenvolvido pelo Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), o Sirius faz parte da terceira geração dessas máquinas e será uma das melhores fontes de luz síncrotron do mundo. A Weg produzirá os eletroímãs do acelerador, que guiam a trajetória dos elétrons. Orçado em R$ 650 milhões, o Sirius será financiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), em conjunto com agências de fomento e outras instituições.

A Weg foi a primeira parceira consolidada para o fornecimento de componentes. A assinatura do protocolo de Cooperação entre o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) e a companhia, ocorreu em 28 de junho no workshop “Parcerias Sirius”, que apresentou os desafios tecnológicos da construção a 50 empresas.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone