Unidade Embrapii no CNPEM quer atrair parceiros empresariais

Publicado em 18/03/2015
NIT Mantiqueira – 27/03/15

Em evento realizado no dia 6 de março, a Unidade Embrapii do CNPEM promoveu um encontro com profissionais e gestores de P&D de empresas para apresentar as condições e vantagens oferecidas pelo modelo da Embrapii e as instalações do centro de pesquisas

galembeck-cnpem-embrapii

Fernando Galembeck, diretor do Laboratório Nacional de Nanotecnologia – LNNano/CNPEM (Foto: Divulgação CNPEM)

 

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) foi credenciado como instituição sede para a unidade de biomassa da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação (Embrapii).  O modelo viabiliza projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), em conjunto com empresas, a fim de criar produtos e processos inovadores, gerando transferência de conhecimento e de tecnologia entre os envolvidos.

A parceria deve proporcionar a interação de empresas com os quatro Laboratórios Nacionais e as áreas administrativas do CNPEM, para o desenvolvimento de projetos em processamento e aproveitamento das biomassas como fonte de energia e de materiais avançados. No Brasil, há diversas fontes de biomassa, o que tornam essas pesquisas de grande relevância para o cenário nacional. Dentre os produtos de destaque estão: a cana-de-açúcar, oleaginosas e amiláceas, produtos e resíduos florestais, produtos de origem animal e produtos da biodiversidade.

O foco da Unidade Embrapii Biomassa é apoiar as empresas na resolução de problemas na fase pré-competitiva de inovação. É uma forma de agilizar a resposta às demandas por meio de projetos de inovação em um novo modelo de parceria Público-Privada, em que se compartilham os riscos. A unidade tem à disposição recursos para subvencionar até 33% do valor total dos projetos, com início imediato de suas atividades mediante a sua contratação.

Com o intuito de atrair a atenção de potenciais parceiros, a Unidade realizou no último dia 6 de março seu primeiro “Open Day”, evento que reuniu cerca de 20 representantes de empresas, institutos de pesquisa e fundações de amparo à pesquisa, com interesse em partilhar suas experiências e buscar parcerias em áreas comuns com o CNPEM.

“Esse tipo de evento é essencial no auxílio e na aproximação ao setor industrial, potencializando a prospecção de novos projetos de PD&I”, afirmou o coordenador da Unidade, Rodrigo Spinosa.

Pesquisadores do CNPEM apresentaram exemplos da experiência dos quatro Laboratórios Nacionais em projetos envolvendo biomassa, seguido de discussões sobre tópicos de projetos e funcionamento do modelo Embrapii.  Em seguida, os participantes fizeram visitas às instalações do CNPEM.

O sucesso na execução destes projetos deverá contribuir para o aumento da competitividade nacional e para a geração de empregos e divisas. Pretende-se aproveitar vantagens competitivas existentes atualmente na cadeia do bem sucedido agronegócio brasileiro.

O credenciamento do CNPEM como unidade Embrapii ocorreu em 31 de outubro de 2014 e logo em seguida foi iniciado o seu primeiro projeto, com a empresa Brasil Kirin. A unidade está estruturada para atender as empresas nas frentes de prospecção, gestão, execução, avaliação técnica e acompanhamento de projetos, contando com o apoio do quadro multidisciplinar de pesquisadores, especialistas, engenheiros, analistas e técnicos do CNPEM.

Além da produção de biocombustíveis e produtos químicos intermediários, existe a oportunidade de elaborar processos específicos de transformação de biomassas e sua funcionalização, para a obtenção de propriedades químicas, físicas, mecânicas, elétricas, térmicas e estruturais requeridas para diferentes aplicações.

Fonte: CNPEM

Veja a notícia na íntegra: http://cnpem.br/unidade-embrapii-no-cnpem-quer-atrair-parceiros-empresariais/

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone