Unicamp recebe crianças do evento Férias no Museu

Publicado em 13/01/2014

Portal da Unicamp, em 13/01/2014

Quarenta crianças chegaram ao Museu Exploratório de Ciências (MC) da Unicamp agraciados pelo lindo dia ensolarado. Vieram para dois dias de atividades recreativas no evento batizado de Férias no Museu, promovido pelo próprio MC neste mês de janeiro, férias de verão. A maioria é filho de funcionários, alunos e docentes da Universidade. Na manhã desta segunda-feira (13), eles foram recebidos por mais de dez monitores, que prepararam uma ampla programação para integrar as crianças na sede do Museu, no ponto alto da Unicamp, próximo à Funcamp.

O Museu Exploratório de Ciências se coloca como um espaço de educação, lazer e acessibilidade social. Através de seus projetos multidisciplinares e interativos atua sobretudo na disseminação da cultura científica, estimulando a curiosidade e a construção do pensamento crítico. Seu público-alvo primordial é o infanto-juvenil.

Com as devidas apresentações, as crianças fizeram uma sessão de alongamento, tomaram café da manhã, tiraram fotos, visitaram a Praça Tempo Espaço, fizeram uma caça ao tesouro e almoçaram no bandejão da Unicamp, junto aos alunos de graduação, de pós e de funcionários. Tudo para vivenciarem o dia a dia no campus da Unicamp e ao mesmo tempo aprenderem. Ao longe se via a criançada com camisetas azuis da cor do céu, com mochilas e bonés que ganharam do patrocinador do evento, do Grupo Gestor de Benefícios Sociais (GGBS). Os olhos eram curiosos e não perdiam um detalhe da explicação dos monitores.

Reconheceram o novo terreno e aos poucos foram reencontrando amigos. Foi o caso de Rubén, Eric, Amanda, Manuela e Letícia, que passaram pelas unidades do Sistema Educativo da Unicamp e que hoje prosseguem estudando em outras escolas de Campinas. Mas não foi só isso, eles ganharam outros amigos e uma experiência que certamente ficará gravada para a vida toda. Vieram conhecer como a ciência é feita numa das melhores universidades do mundo, como os experimentos acontecem e como anda o avanço tecnológico num dos poucos museus fora da Capital paulista.

A maioria veio para o Férias no Museu pela primeira vez, como Patrícia Siqueira (9 anos), Eric Araújo (7 anos) e Ana Luiza (7 anos). Já Vinicius de Oliveira (8 anos) participa do evento pela terceira vez consecutiva. E ele conta que veio com a mãe Ana Paula, que trabalha como bibliotecária na Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Atualmente, estuda no Colégio Doctus. Nos anos anteriores, brincou muito e o que mais gostou foi do espaço Nanoaventura, que congrega uma série de jogos científicos, informou ele.

Prêmio Internacional de Melhor Projeto de Popularização da Ciência e da Tecnologia da América Latina e do Caribe, a Nanoaventura é uma exposição interativa do Museu sobre nanociência e nanotecnologia, desenvolvida por uma equipe de pesquisadores da Unicamp e do Laboratório Nacional de Luz Síncotron (LNLS). Nela, seus visitantes são estimulados a participar, em equipe, de jogos eletrônicos que simulam a manipulação de substâncias e partículas em escala nanométrica.

Eric Araújo não conseguia parar de comer o seu pão-de-queijo enquanto era entrevistado. Soube da atividade no Museu pela avó Silvana, que trabalha na Biblioteca do Imecc. O garoto tem fala fácil e sorriso aberto. Parece o mascote da turma, e já promete deixar saudades. Mas até amanhã a sua fala será mais direcionada aos gritos de guerra e às competições em equipe. O garotinho é ‘show de bola’.

À tarde, a garotada terá pela frente a Oficina Desafio, construirão um porta-retrato e assistirão ao Globo Imagination, que mostra num telão os planetas do sistema solar e os fenômenos climáticos que ocorrem na natureza. Na terça-feira (14) terão duas oficinas – uma de pipa e uma de foguete –, uma programação no Nanoaventura, um show de física e uma confraternização.

De acordo com Geórgia Carolina Martins, gestora e instrutora educativa do Museu, o objetivo é apresentar as atividades desenvolvidas no Museu e divulgar o conhecimento científico de maneira lúdica e divertida. “Cerca de 1.500 crianças já visitaram o Museu em dez anos de Férias no Museu”, afirmou Geórgia. Ao longo de duas semanas, 200 crianças no total, com idade entre 7 e 15 anos, visitarão o Museu. Cada atividade terá uma finalidade diferente e um público diferente, que foi dividido por faixa etária, para melhor aproveitamento.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone