Síncrotron a distância

Publicado em 29/06/2010

29/06/2010, em Agência Fapesp

Síncrotron a distância Um grupo de pesquisadores reunidos no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro (RJ), realizou experimentos utilizando as instalações do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), sediado na cidade de Campinas (SP), a pouco mais de 500 quilômetros de distância. Realizado no início de junho, o experimento foi o primeiro no qual a linha de luz teve sua operação conduzida a distância, contando, para isso, com uma conexão de alta velocidade com capacidade de transmissão de 1Gbps (gigabits por segundo). A rede de alta velocidade que liga as duas instituições faz parte do projeto Giga, infraestrutura gerida pela Fundação CPqD e pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP).

Batizado de LabWeb, o projeto de operação remota está sendo desenvolvido em parceria com a Rede de Nanotecnologia da Petrobras. Segundo o LNLS, a primeira experiência foi um teste de conceito que comprovou a viabilidade desse tipo de operação. A operação a distância permitirá que pesquisadores de outras instituições realizem experimentos no LNLS a partir de suas próprias unidades de pesquisa. O projeto ainda pretende incorporar outros recursos como webconferences, chats e canais de áudio para integrar equipes de pesquisa que atuam em diferentes lugares.
Link da matéria: http://www.agencia.fapesp.br/materia/12393/noticias/sincrotron-a-distancia.htm

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone