Rhodia e CTBE produzirão química de biomassa de cana

Publicado em 27/04/2012

Agência Estado, em 26/04/2012

SÃO PAULO – A Rhodia, empresa do grupo Solvay, e o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) assinaram acordo com o objetivo de desenvolver rotas e processos químicos para obtenção de moléculas de alto valor agregado a partir da biomassa de cana-de-açúcar, no âmbito da chamada química a partir de fontes renováveis.

O projeto será desenvolvido com o suporte do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que aportará R$ 7 milhões, distribuídos ao longo de três anos. Além disso, a Rhodia também contribuirá com o desenvolvimento de novas rotas para moléculas de alto valor agregado.

A pesquisa será conduzida no CTBE, com apoio de pesquisadores das duas instituições, que trabalharão em conjunto no desenvolvimento de blocos químicos atualmente utilizados em diferentes aplicações e mercados da Rhodia e da Solvay, visando a substituição de fontes não-renováveis por biomassa no processo de produção destas substâncias.

Os dois primeiros anos de desenvolvimento dessas tecnologias se darão em escala laboratorial. Conforme os experimentos de laboratório tenham êxito, terão a escala ampliada na Planta Piloto para Desenvolvimento de Processos do CTBE, onde serão reproduzidas condições de processos semelhantes à realidade industrial.

O diretor de Pesquisa e Desenvolvimento da Rhodia para a América Latina, Thomas Canova, afirma, em nota, que a parceria reúne duas organizações que têm um forte compromisso com o desenvolvimento integral da química a partir da biomassa no Brasil.

 

Repercussão: Veja.com, Portal R7, Agrolink

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone