Quatro teses de doutorado desenvolvidas no LNLS são premiadas

Publicado em 07/01/2011

Assessoria de Comunicação, em 07/01/2011

Prêmio Marechal-do-Ar Casimiro Montenegro Filho é conferido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República (SAE)

Quatro das 37 teses de doutorado laureadas com o prêmio Marechal-do-Ar Casimiro Montenegro Filho/edição 2010, conferido pela Secretaria de Assuntos Estratégicos (SAE) da Presidência da República, foram elaboradas com base em pesquisas realizadas nas instalações do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), em Campinas. O LNLS abriga a única Fonte de Luz Síncrotron da América Latina e é utilizado pela comunidade científica e tecnológica em pesquisas nas áreas nanociência, materiais avançados, fármacos, energias alternativas, entre outras.

O prêmio, entregue no último dia 28 de dezembro, na USP, tem a finalidade de estimular a produção de estudos e de pesquisas voltadas para assuntos que concorram para o desenvolvimento científico e tecnológico estratégico, ao fortalecimento da Defesa Nacional e aos setores estratégicos aeroespacial, de tecnologias de informação e comunicação, de energia nuclear e de biotecnologia. Foram analisados os trabalhos defendidos entre 1º de janeiro e 29 de outubro de 2010.

Maureen Joel Lagos Paredes, da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), premiado com a tese sobre “Efeitos estruturais na condutância quântica e na deformação mecânica dos nanofios metálicos”, é aluno da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e bolsista do LNLS. Sua tese, desenvolvida no Laboratório de Microscopia Eletrônica (LME) do LNLS sob orientação do professor Daniel Ugarte, analisa as propriedades estruturais e  elétricas de nanofios metálicos em diferentes temperaturas. “Tive a colaboração do Grupo de vácuo e do Grupo da oficina mecânica, o que foi imprescindível para as pesquisas”, ele explica.

Daniela Barreto Barbosa Trivella, orientada por Igor Polikarpov, da Universidade de São Paulo (USP), em São Carlos, analisou as “Bases moleculares e estruturais do reconhecimento de ligantes pela proteína transtiterretina humana”; e Cristiane Rodrigues Guzzo Carvalho, orientanda de  Shaker Chuck Farah, também da USP, foi premiada com o “Estudo estrutural e funcional das proteínas PiLZe Yaeq do fitopatógeno Xanthomonas axonopodis PV citri”. As duas pesquisas foram realizadas nas Linhas de Luz de Cristalografia de Macromoléculas (MX1 e MX2), utilizadas para estudar a estrutura tridimensional de macromoléculas biológicas como as proteínas. “A maior parte das estruturas cristalográficas que resolvi durante meu doutorado foram coletadas nessas Linhas”, declara Daniela.

Rodrigo Sávio Pessoa, do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), orientado por Homero Santiago Maciel e Gilberto Petraconi Filho foi laureado pelo doutorado “Estudos de plasmas fluorados aplicados em corrosão de silício usando simulação de modelo global e diagnósticos experimentais”.  Pessoa, que utilizou o Laboratório de Microfabricação, explica que o LNLS foi fundamental para realizar as medidas das pesquisas vinculadas à tese de doutoramento. “A instituição possui uma sala para realização de processos de limpeza e litografia de materiais semicondutores, o que me permitiu realizar as etapas de mascaramento dos “wafers” de silício. Após esta etapa foi possível quantificar e qualificar os reatores de corrosão desenvolvidos durante o trabalho”, diz.

O LNLS é uma instituição aberta, multidisciplinar e multiusuário vinculado ao Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) e operado pela Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron (ABTLus) por meio de contrato de gestão com o Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT).

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone