Prêmio Nobel italiano no Brasil pela segunda vez

Publicado em 18/06/2009

18/06/2009 – Revista Eletrônica Oriundi

O ministro da Ciência e Tecnologia do Brasil, Sergio Rezende, recebeu nesta quarta-feira (17) a visita do italiano Carlos Rubbia, ganhador do Prêmio Nobel de Física em 1984. No encontro, Rubbia relembrou vários físicos brasileiros com que teve a oportunidade de conviver e trabalhar, destacando o professor César Lattes, em sua opinião um dos mais importantes físicos do País.

O físico italiano se disse muito satisfeito por voltar ao Brasil, que considera um País promissor em muitos campos do conhecimento e que certamente se destacará no cenário científico internacional em função do alto nível de seus pesquisadores. Na sua visão, o Brasil vem crescendo de forma sólida e será um dos principais atores nas decisões mundiais em diversas áreas num futuro próximo.

Também foi tema da conversa a importância de pesquisas na área de energias renováveis, sendo que para Rubbia a energia solar e a nuclear a base de Tório em substituição ao Urânio, são as que merecem mais atenção.

O ministro Rezende por sua vez fez um breve relato das principais áreas de pesquisa no País, dando ênfase as áreas de miroeletrônica e de biocombustíveis. Falou também do Plano Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação e dos avanços conquistados até o momento.

Rubbia, que hoje é o principal consultor científico do Centro de Investigações Energéticas, Meio Ambiente e Tecnologia (Ciemat), vinculado ao Ministério da Ciência e Inovação da Espanha e do Ministério do Meio Ambiente, da Terra e do Mar da Itália, também visitou na terça-feira (16) o Laboratório Nacional de Luz Sincrotron (LNLS), em Campinas (SP). A primeira vez que o físico esteve no LNLS foi há 19 anos, quando da sua inauguração.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone