Plataforma continental, edição de DNA, mobilidade acadêmica e lagartos teiú

Publicado em 17/03/2016
Revista FAPESP em 11/03/2016

 

No programa desta semana, o biólogo Yuri Leite, do Laboratório de Mastozoologia e Biogeografia da Ufes, fala sobre fala sobre a hipótese de que a plataforma continental teria abrigado uma extensa área de Mata Atlântica há cerca de vinte mil anos, na Era do Gelo.  Essa nova hipótese contraria a teoria dos refúgios, segundo a qual o frio teria forçado a Mata Atlântica a encolher, criando pequenos fragmentos ou ilhas de florestas.

O geneticista José Xavier Neto, do Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), em Campinas, descreve uma nova técnica de edição do DNA, conhecida como CRISPR-Cas9 (sigla para Conjunto de Repetições Palindrômicas Regularmente Espaçadas) que promete grandes avanços na biologia e na medicina, mas desperta polêmica pelo potencial de alterar genes humanos e produzir bebês sob medida.

O professor Clodoveu Augusto Davis Junior, do Departamento de Ciência da Computação da UFMG, comenta os resultados de estudo que mostrou como amobilidade dos pesquisadores brasileiros ao longo da carreira acadêmica é baixa.

Ainda nesta edição, o biólogo Cléo Leite, do Departamento de Ciências Fisiológicas da UFSCar, explica como se dá o armazenamento de calor nos lagartos teiú, capazes de manter seu sangue mais quente do que a temperatura ambiente durante o período de acasalamento.

Revista FAPESP
Programação musical
Clube da esquina n.2 – Nana Caymmi
Matança – Xangai
Sangue Latino – Secos e Molhados
Com que roupa? – Noel Rosa
Mestre Jonas – Sá, Rodrix e Guarabyra
Casa – Lulu Santos

Apresentação: Fabrício Marques, Marcos Pivetta e Ricardo Zorzetto
Produção e roteiro: Biancamaria Binazzi
Gravação e montagem: Dagoberto Alves (Rádio USP)

Pesquisa Brasil vai ao ar todas as sextas-feiras às 13:00, pela Rádio USP.
Assine Pesquisa Brasil como podcast!

Baixar o MP3
Veja aqui o arquivo do Pesquisa Brasil

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone