Pesquisadores da Alemanha realizam estudos no LNNano

Publicado em 29/11/2013

Portal MCTI, em 28/11/2013

Pesquisadores do BAM (Federal Institute for Materials Research and Testing), de Berlim, na Alemanha, realizaram estudos na linha XTMS, do Laboratório de Caracterização e Processamento de Materiais (CPM), do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano). Thomas Kannengiesser e Arne Kromm, da área de ciência dos materiais, contaram com o suporte da equipe do LNNano.

“Só é possível fazer nosso experimento aqui, com o simulador termomecânico Gleeble instalado no Síncrotron. Podemos acessar e comparar os dados durante o processo. Obtivemos os resultados esperados e agradecemos o apoio da equipe do LNNano”, declarou Kannengiesser, durante uma das etapas do seu experimento, na semana passada.

O objetivo do estudo, denominado “The influence of transformation plasticity on the residual stresses built up”, é determinar a quantidade de tensões resultantes da formação da fase tetragonal de corpo centrado e martensita em diversas ligas à base de Fe comerciais e experimentais, a fim de melhorar os modelos existentes. O foco é estudar em detalhe a transformação de fase que acontece no resfriamento desses materiais.

Medições simultâneas

Para controlar e medir temperatura, tensão, expansão volumétrica do material e quais as fases cristalográficas presentes, a estação experimental XTMS permite fazer todas as medições simultaneamente, durante o processo e com uma repetitividade acima da média. Foi desenvolvida em colaboração entre o LNNano e o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), ambos administrados pelo Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

A instalação foi proposta e é operada pela equipe do Laboratório de Caracterização e Processamento de Materiais (CPM) do LNNano em estreita colaboração com as equipes de projeto e difração de raios-X do LNLS. Está localizada no final da primeira linha de difração do LNLS, XRD1, que recebeu em 2012 um upgrade completo na sua ótica e no goniômetro. De caráter único no mundo, a XTMS consiste em uma eficiente linha de difração construída ao redor de um simulador termomecânico especialmente projetado para experimentos in-situ sob condições controladas de temperatura e tensão/deformação.

Texto: Ascom do CNPEM

Repercussão: Portal Brasil

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone