O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) confirmou sua parceria com a ATMOS dentro do Projeto Sirius

Publicado em 08/02/2018

Atmos Sistemas em fevereiro | 2018
O Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) é responsável pela operação da única fonte de luz síncrotron da América Latina. No momento o LNLS está construindo uma nova fonte Síncrotron de última geração – Sirius (www.lnls.cnpem.br/sirius/).
Sirius, a nova fonte de luz síncrotron brasileira, será a maior e mais complexa infraestrutura científica já construída no País e uma das primeiras fontes de luz síncrotron de 4ª geração do mundo. É planejada para colocar o Brasil na liderança mundial de produção de luz síncrotron e foi projetada para ter o maior brilho dentre todos os equipamentos na sua classe de energia.
Sirius será composto por um conjunto de aceleradores de elétrons, por estações experimentais, chamadas de linhas de luz, e por um prédio que abrigará todo esse complexo. Com 68.000 m2, o prédio estará entre as obras civis mais sofisticadas já construídas no País. As exigências de estabilidade mecânica e térmica são sem precedentes, desafiando a engenharia brasileira. Os aceleradores foram projetados com novos conceitos ainda não utilizados no mundo.
A Atmos participa deste importante projeto com o desenvolvimento de bancadas de teste para o sistema de medição da posição do feixe de elétrons, assim como da montagem dos equipamentos e eletrônicas do sistema BPM (Beam Position Monitor) do Sirius.