Novo conceito de colheita estuda máquina com linha de 9 metros

02/09/2015

LINK:http://www.udop.com.br/index.php?item=noticias&cod=1128958

Imagine uma estrutura com nove metros de largura onde colhedoras possam ser acopladas para colher mais e com menor impacto. O conceito é tão incomum que até fica difícil imaginar, não é mesmo? Por isso, a equipe da TV UDOPfoi até o Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol, o CTBE, em Campinas/SP, para mostrar a Estrutura de Tráfego Controlado (ETC). Ela faz parte de um projeto de R$ 16 milhões.

Para o coordenador do Programa Agrícola, Oscar Braunbeck, o projeto não se trata de desenvolver uma colhedora, mas “um processo de colheita que deve melhorar o corte de base, alimentação, as perdas, a limpeza, largura de corte, já que tudo isso está relacionado diretamente ao custo de produção”.

O assunto faz parte do 3º episódio da série de reportagens especiais da TV UDOP: “Era da mecanização da cana: desafios e oportunidades”, que foi ao ar nesta quarta-feira (2) (Veja aqui), e que mostra o uso das tecnologias como forma de reduzir os custos e aumentar o rendimento dos canaviais.

Para mostrar um exemplo, a equipe de reportagem foi até Piracicaba/SP ver de perto como funcionam os vants (veículos aéreos não tripulados) do Grupo Raízen. A empresa utiliza há três anos essa tecnologia importada para monitorar os canaviais, identificar falhas e planejar o plantio.

“Essas informações são necessárias para que a gente tenha mais longevidade doscanaviais e, consequentemente, uma redução de custos. Por isso, nós sempre buscamos novas tecnologias”, disse o Diretor de Produção Agrícola da Raízen, Antônio Fernando Pinto de Lima.

Conheça a websérie

A websérie da TV UDOP: “Era da mecanização da cana: desafios e oportunidades” foi dividida em quatro episódios, que serão veiculados no portal da UDOP e também na página da entidade no YouTube: www.youtube.com/tvudop. As reportagens mostram os impactos positivos e negativos da introdução das máquinas nos canaviais, considerada uma verdadeira revolução no campo.

A primeira reportagem mostrou a mudança socioambiental causada pela mecanização. Para ver o 1º episódio, clique aqui. O 2º destacou o que as empresas e os produtores têm feito em busca de recuperar a produtividade dos canaviais. Você pode assistir clicando aqui. O episódio divulgado hoje pode ser acessado clicando aqui. A última reportagem especial da série estará no ar no dia 9 de setembro

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone