No Ceará, grupo acha fóssil inédito de peixe com coração fossilizado em 3D

Bom Dia CE, 20/04/2016

A descoberta foi anunciada nesta quarta-feira (20) na revista eLife. Peixe tem cerca de 113 a 119 milhões de anos de idade.

Verde_Mares

Clique na imagem para assistir o vídeo desta matéria

Um coração fossilizado de um peixe com 100 milhões de anos foi achado na Chapada do Araripe, na cidade do Crato, interior do Ceará. A descoberta foi  anunciada nesta quarta-feira (20) na revista eLife.

De acordo com a revista, a imagem digitalizada da descoberta mostra o coração fossilizado em três dimensões perfeitamente preservado do peixe com cerca de 113 a 119 milhões de anos de idade, encontrado no Brasil, chamado Rhacolepis.

De acordo com a eLife é a primeira vez na história que se tem certeza da descoberta de um coração fossilizado de um vertebrado. Segundo a publicação, a descoberta demonstra o potencial para mais descobertas desta natureza, permitindo que mais discussão sobre a anatomia comparada dos órgãos moles em organismos extintos e como eles evoluíram ao longo do tempo.

Para José Xavier Neto, do Laboratório Nacional de Biociências Brasileira, encontrar um coração fossilizado completo em um peixe quase 120 milhões de anos é considerado um “grande avanço” para os estudos na área no Brasil. Também participaram da equipe que descobriu o fóssil Lara Maldanis da Universidade de Campinas, Vincent Fernandez da Facilidade Europeia Síncrotron Radiação e colegas do Brasil e da Suécia.

“Pela primeira vez, nós realmente temos um ponto de dados para estudar a anatomia em detalhe de um coração fossilizada em um grupo extinto de peixes da Chapada do Araripe”, declarou o pesquisador José Xavier.

RepercussãoG1

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone