Morre Lynaldo Cavalcanti de Albuquerque, aos 78 anos

Publicado em 07/01/2011

Assessoria de Comunicação, em 07/01/2011

Considerado referência no setor de CT&I, em 1984 também assinou a resolução que criou o LNRS

Faleceu no dia 6, em Brasília, Lynaldo Cavalcanti de Albuquerque, considerado uma referência no setor de ciência, tecnologia e inovação do país. Presidente do CNPq, em 1984 Cavalcanti de Albuquerque assinou, em 3 de dezembro, a Resolução Executiva 41 que criou o Laboratório Nacional de Radição Síncrotron (LNRS), o embrião do LNLS, constituído em 1986, na gestão de Crodowaldo Pavan.

Paraibano de Campina Grande, Cavalcanti de Albuquerque formou-se em engenharia Civil pela Universidade Federal onde mais tarde se tornaria professor titular e depois Chefe do Departamento de Estrutura e Construção e Diretor da Escola Politécnica, dentre outros, chegando ao cargo de reitor da Universidade Federal da Paraíba em 1977.

Antes de assumir a presidência do CNPq no ano de 1980, Cavalcanti de Albuquerque foi presidente do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras (CRUB). Dentre suas colocações mais recentes estão a Secretaria Executiva da Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Industrial (ABIPTI), de 1991 a junho de 2008, quando assumiu a Diretoria de Relações Institucionais da Associação, cargo ocupado até dezembro de 2008. Em 2009, fundou o Instituto Transposição do Conhecimento para o Desenvolvimento Regional (InTC).

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone