Ministros de Ciência, Tecnologia e Inovação dos BRICS vão conhecer instalações do Sirius, novo acelerador de elétrons brasileiro

Publicado em 16/09/2019
Sirius, novo acelerador de elétrons brasileiro

Assessoria de Comunicação em 16/092019

O Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) recebe na próxima quinta-feira (19) ministros de Ciência, Tecnologia e Inovação do BRICS, bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.  As autoridades vão acompanhar o Ministro Astronauta Marcos Pontes em uma visita técnica ao Sirius, fonte de luz síncrotron de 4ª geração, que está em fase final de montagem em Campinas/SP.

O grupo vai conhecer detalhes do maior e mais complexo projeto brasileiro de ciência do Brasil. Uma infraestrutura de pesquisa projetada para gerar luz de altíssimo brilho, necessária para investigar nos menores detalhes a estrutura de materiais orgânicos e inorgânicos em busca de soluções para grandes desafios nas mais diversas áreas, como energia, produção de alimentos, saúde e defesa. Com abertura das estações experimentais do Sirius à comunidade científica em 2020, o Brasil será o primeiro país dos BRICS a contar com uma fonte de luz síncrotron de quarta geração. Atualmente, apenas a Suécia opera máquina da mesma categoria – de última geração.

 

Sobre o SIRIUS

Sirius é uma fonte de luz síncrotron, uma máquina que tem como objetivo gerar um tipo especial de luz de altíssimo brilho, capaz de revelar aspectos microscópicos, em mínimos detalhes, dos mais variados materiais orgânicos e inorgânicos, como proteínas, vírus, rochas, plantas, solo, ligas metálicas, dentre muitos outros. O novo acelerador de elétrons brasileiro tem cerca de 85% dos recursos investidos no Brasil, em parceria com empresas nacionais. Além da construção civil, foram estabelecidos contratos com mais de 300 empresas de pequeno, médio e grande portes, das quais mais de 40 desenvolvem soluções tecnológicas para o Sirius, em parceria com os pesquisadores e engenheiros do CNPEM.

 

Serviço
Visita de Ministros de C&T dos BRICS ao Sirius | 19/09, às 16h30

CNPEMComo chegar
Endereço: Rua Giuseppe Máximo Scolfaro, 10.000 – Campinas/SP

 

Credenciamento de imprensa

Jornalistas interessados em acompanhar a visita devem preencher o formulário disponível em: http://cnpem.br/credenciamento-imprensa-brics/.

 

Mais sobre o CNPEM

O CNPEM é uma organização social supervisionada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Localizado em Campinas-SP, abriga e gerencia quatro laboratórios que atendem à comunidade científica acadêmica e empresarial, formando um complexo multidisciplinar com estrutura e recursos humanos capazes de contribuir com importantes descobertas científicas. No Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), cientistas buscam descobrir novos fármacos a partir de moléculas naturais e saber mais sobre o desenvolvimento de doenças que afetam a sociedade; o Laboratório Nacional de Biorrenováveis (LNBR) dispõe de uma estrutura que vai de laboratório a planta-piloto, para que os pesquisadores investiguem novas formas de obter produtos a partir de biomassa, como combustíveis e outros materiais, e saibam como o projeto funcionará em grande escala; o Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) serve como base de pesquisa para nanomateriais que podem ser aplicados desde a área de eletrônicos, tornando dispositivos melhores e mais eficientes, até em medicamentos, fazendo nanopartículas transportarem fármacos ao alvo de maneira mais direcionada. Além destes, há o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), responsável pelo Sirius, o novo acelerador de partículas brasileiro, de quarta geração, para análise dos mais diversos tipos de materiais, orgânicos e inorgânicos.