LNNano reforça parceria em Crio Microscopia Eletrônica

Publicado em 26/04/2012
Assessoria de Comunicação, em 26/04/2012

Carlos Alberto Aragão e Fernando Galembeck se encontram com Marin van Heel em visita ao NeCEN

 

O Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), em Campinas, vem fortalecendo uma nova área de pesquisa, denominada Crio Microscopia Eletrônica de Partícula Única, para estudos em Biologia Molecular Estrutural. Para tanto, o diretor do LNNano, Fernando Galembeck, conheceu no dia 25 de abril o Netherlands Centre for Electron Nanoscopy (NeCEN), instituição que possui dois microscópios de ponta dedicados à área. Lá, foram recebidos pelo Prof. Marin van Heel, da Universidade de Leiden, que mantém uma colaboração com o LNNano/CNPEM desde 2010.

A técnica de Crio Microscopia Eletrônica de Partícula Única permite a obtenção de estruturas com resolução subnanométrica, próximas à escala atômica, de grandes moléculas em solução – no caso, gelo amorfo –, em condições controladas para preservar a integridade da amostra. Como resultado dessa colaboração, amostras de um projeto de pesquisa entre o Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), LNNano e a Universidade de Leiden estão sendo analisadas no NeCEN durante o mês de abril.

O centro holandês mantém dois dos mais avançados microscópios eletrônicos de transmissão para Crio Microscopia (crio-TEMs). Ambos foram especificados para explorar estruturas moleculares com grande detalhe. O NeCEN é um laboratório aberto a usuários, resultado de uma colaboração entre governo, indústria e universidades da Holanda.

A comitiva brasileira também visitou outros centros de pesquisa no país em busca de novas parcerias. Além de Fernando Galembeck, fizeram parte do grupo o Diretor-Geral do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), Carlos Alberto Aragão, e o Diretor Científico Adjunto do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), Harry Westfahl.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone