Laboratórios têm até sexta para enviar projetos do Renama

Portal Brasil em 19/10/2016

LINK: http://www.brasil.gov.br/ciencia-e-tecnologia/2016/10/laboratorios-tem-ate-sexta-para-enviar-projetos-do-renama

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) prorrogou até esta sexta-feira (21) o prazo de inscrição para a chamada pública de apoio a projetos de estruturação da Rede Nacional de Métodos Alternativos (Renama). O edital dispõe de R$ 1,120 milhão para financiar quatro consórcios temáticos com o valor máximo de R$ 300 mil.

A chamada pública nº 19/2016 tem os objetivos de aumentar a capacidade laboratorial do País e qualificar recursos humanos na busca de métodos alternativos ao uso de animais em experimentação; induzir a formação de consórcios temáticos de pesquisa entre as unidades centrais e associadas da Renama; e fomentar projetos ligados à rede que culminem no aumento do número de laboratórios aptos a desenvolver e implementar novas técnicas.

Os laboratórios contemplados serão integrados à Renama por meio de um acordo de cooperação técnico-científica com as unidades centrais da rede – o Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz (INCQS/Fiocruz), o Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) e o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), integrante do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

Criada e estruturada em 2012 pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicação (MCTIC), a Renama busca estimular a implantação de ensaios alternativos e o treinamento técnico nas metodologias necessárias, além de promover o desenvolvimento, a validação e a certificação de novos métodos alternativos ao uso de animais para testes de segurança e eficácia de medicamentos, cosméticos, vacinas, agrotóxicos e outros produtos, a fim de superar barreiras técnicas de exportação e agregar valor à indústria.

Repercussão: Rede Mundo

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone