Fios ocos e quadrados

Publicado em 15/02/2009
02/2009 – Revista Pesquisa Fapesp

Físicos de Campinas encontraram um formato novo de nanofios: quadrados e ocos. Examinados por meio de um microscópio eletrônico de resolução atômica, poderoso a ponto de exibir os átomos em movimento, esses arames ultraminúsculos exibem a menor estrutura atômica oca de base quadrada já descrita, com apenas quatro átomos de prata. Essas estruturas devem se formar espontaneamente quando o nanofio é esticado como um chiclete sendo puxado, segundo Maureen Lagos e físicos da Unicamp e do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS). Esses arranjos atômicos mínimos podem ser uma forma de os nanofios absorverem a intensa deformação que os torna algo próximo a uma nanossanfona e permite que estiquem muito sem se quebrar, explica Daniel Ugarte, pesquisador da Unicamp e do LNLS e um dos coordenadores do estudo, publicado na Nature Nanotechnology em janeiro.

“Esperamos que essas estruturas se formem também em fios de cobre, que devem constituir os condutores elétricos nos nanocircuitos do futuro”, diz Ugarte. Caso se formem, os nanoarames de cobre devem ganhar elasticidade e resistência.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone