Encontro mostra pesquisas internacionais em bioinformática e biologia computacional

Publicado em 18/10/2012

Jornal da UNICAMP, em 17/10/2012

As principais novidades das pesquisas mundiais em genômica, proteômica e transcriptômica foram destaque durante o 8º X-Meeting, evento anual organizado pela Associação Brasileira de Bioinformática e Biologia Computacional (AB³C). Realizado desde domingo (14), no Centro de Convenções da Unicamp, o encontro reuniu cerca de 270 pesquisadores, profissionais e estudantes do Brasil e exterior, com o objetivo de oferecer um espaço de debates a respeito dos avanços na área.

“O X-Meeting é um evento único no País e representa uma oportunidade para as pessoas que trabalham com bioinformática nas diversas áreas do conhecimento discutirem novos avanços nessas tecnologias e métodos”, disse o presidente da AB³C, Guilherme de Oliveira. Segundo ele, a bioinformática hoje tem uma importância central em muitos campos, como a agroindústria, a saúde e as pesquisas sobre biodiversidade, que são favorecidas pelo uso de novas tecnologias.

Entre os vários resultados de pesquisa demonstrados foram apresentadas tecnologias inovadoras de geração de dados, algoritmos e ferramentas para análise aplicadas à bioinformática. “O volume de dados gerados é absolutamente gigantesco e nós temos que fazer esses dados se traduzirem em novo conhecimento e, no caso da Embrapa, em soluções para a agropecuária do País”, ressaltou Oliveira.

Outras pesquisas abordadas referem-se a estudos de metagenômica, que são os genomas vistos de forma ampla, ou seja, que não são restritos a um só organismo; novas técnicas para estudo de identificação de marcadores genéticos para melhoramento de espécies; e tecnologia de genotipagem por sequenciamento. Os participantes também puderam interagir com cientistas internacionais que são referências em suas áreas de atuação e responsáveis, inclusive, pela criação de diversas ferramentas usadas pelos bioinformatas.

A abertura ocorreu no dia 14 e contou com a participação do pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da Unicamp, João Frederico Meyer. Além do presidente da Associação AB³C, estavam presentes à mesa o chefe-geral, Kleber Xavier Sampaio de Souza, e a pesquisadora da Embrapa Informática Agropecuária Poliana Fernanda Giachetto, presidente da comissão organizadora.

“Este foi um encontro bastante diversificado; além das áreas de atuação, nós recebemos alunos de iniciação científica, mestrandos, doutorandos e pós-doutores” disse o pesquisador da Embrapa Informática Agropecuária Francisco Lobo, presidente da sessão de pôsteres. Houve a apresentação de 184 trabalhos técnicos, de pessoas de todas as regiões do Brasil, além da Europa, dos Estados Unidos e da América Latina.

Também houve capacitação técnica de estudantes em ferramentas tecnológicas aplicadas à bioinformática, que ofereceu noções importantes sobre introdução à linguagem de programação Perl, aplicações do software Galaxy e cluster de computadores de alto desempenho. Os cursos foram bastante procurados e os alunos estavam bem interessados, contou Poliana. “São ferramentas que todo mundo usa e eles tiveram contato com quem criou, que tirou dúvidas e deu dicas a respeito.”

O 8º X-Meeting foi organizado pela Embrapa Informática Agropecuária (Campinas, SP), unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Contou com parceria do Laboratório Nacional de Biociências (LNBio) e do Instituto de Biologia da Unicamp.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone