Embrapa e LNBio firmam acordo de cooperação técnica

Publicado em 20/03/2010

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio).

Segundo o diretor-executivo da Embrapa José Geraldo Eugênio de França, presente à cerimônia de inauguração, a Embrapa domina a tecnologia de plantio direto e vai atuar no programa agrícola que prevê a implantação dessa técnica na cultura da cana.

Pesquisadores da empresa vão acompanhar o ciclo agronômico da cana, estudar as variedades que melhor se adaptam ao plantio direto, analisar o comportamento de pragas e doenças e a reação da planta aos herbicidas em situações de solo úmido.

Também foram fechados dois acordos internacionais de cooperação científica e tecnológica com universidades européias. A parceria com o Imperial College de Londres prevê o desenvolvimento de pesquisas conjuntas nas áreas de produção de etanol e de outros produtos a partir do bagaço da cana.
O acordo entre a Universidade de Lund, na Suécia, destina-se à realização de experimentos para desenvolver tecnologias de produção de biocombustíveis a partir da biomassa, com foco no etanol de segunda geração, produzido a partir da celulose da cana-de-açúcar.

Com 8.700 metros quadrados de área, o Laboratório recebeu investimentos de R$ 69 milhões. O CTBE foi instalado dentro do Centro Nacional de Pesquisas em Energia e Materiais – CNPEM, que abriga também o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron – LNLS e o LNBio.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone