Diretor do LNLS fala sobre desafios para pesquisa de ponta no país

Publicado em 24/06/2013
Unicamp, em 24/06/2013

Beatriz Bonacelli e José Roque durante evento no IG

O físico Antônio José Roque da Silva, diretor do Laboratório Nacional de Luz Sincrotron (LNLS) e docente da Universidade de São Paulo (USP), falou na manhã desta sexta-feira (21) na Unicamp sobre os desafios para desenvolver pesquisa de ponta no Brasil. A palestra integrou a série de seminários sobre o tema realizado pelo Departamento de Política Científica e Tecnológica (DPCT) do Instituto de Geociências (IG) da Unicamp. O LNLS é vinculado ao Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), entidade coordenada pelo Governo Federal.

“Fazer pesquisa de ponta passa por vários fatores: recursos humanos qualificados, financiamento regular, políticas públicas que definam prioridades, além de infraestrutura diferenciada e mantida ao longo do tempo. O Brasil está caminhando, mas precisa avançar mais para se manter na fronteira conhecimento. E as Universidades estão num momento de repensar todos estes assuntos”, considerou o especialista durante a palestra no auditório do IG.

José Roque é graduado em física pela Unicamp. Após defender o mestrado na Universidade, deu andamento ao seu doutorado na Universidade da Califórnia, em Berkeley, nos Estados Unidos. Com três pós-doutorados, atua principalmente na área de física, com ênfase em física da matéria condensada e física atômica e molecular.

Série de seminários
A série de seminários do DPCT é coordenada pela docente do IG Maria Beatriz Machado Bonacelli. Ela explica que o objetivo é debater ideias relevantes para o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação para o país. “Estes seminários já são uma tradição aqui. Eles existem desde a fundação do Programa de Pós-Graduação em Política Científica e Tecnológica, criado há 25 anos”, lembra.

“Nossos alunos e pesquisadores desta área estão alocados em diversos órgãos no setor público, pertencendo a esse grande sistema de ciência, tecnologia e inovação. Há também uma forte contribuição para a sociedade com as pesquisas desenvolvidas aqui na Unicamp, fundamentais para a formulação de políticas públicas para o setor”, completa a docente, sobre a importância dos estudos da Unicamp nesta área.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone