Curso de nanotecnologia reúne empresários e estudantes de diferentes partes do País em Campinas

Publicado em 04/08/2016
Assessoria de Comunicação em 04/08/2016

Os fundamentos da Nanotecnologia e da Nanotoxicologia foram tema de um curso de introdução realizado nas dependências do Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano), em Campinas, nos dias 3 e 4 de agosto. O evento contou com cerca de 100 participantes, de vários estados brasileiros, entre estudantes de graduação e pós-graduação, representantes de empresas e pesquisadores e teve a participação de palestrantes do próprio Laboratório e da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Tema bastante debatido atualmente, a Nanotecnologia é o estudo de materiais na escala dos átomos. Inclui a manipulação ou desenvolvimento de materiais e componentes em um espaço compreendido em um bilionésimo do metro, ou 1×10-9m em notação científica. Quanto mais a instrumentação científica evolui, com novas técnicas e equipamentos, mais podemos trabalhar nesta escala. Hoje, com a difusão dessas técnicas e do crescente desenvolvimento de nanoestruturas e nanomateriais, vê-se a consolidação da Nanotoxicologia, área relacionada ao estudo dos impactos desses novos materiais em organismos vivos, meio ambiente, saúde pública etc., avaliando de forma proativa os potenciais efeitos tóxicos dos materiais nesta escala nanométrica.

O Curso de Introdução – Nanotecnologia & Nanotoxicologia abordou essas duas vertentes da pesquisa em nanoescala, proporcionando um primeiro contato dos participantes com as pesquisas envolvendo o uso de nanopartículas e materiais nanoestruturados. Os tópicos abordados incluíram ainda: a produção, processamento, caracterização e aplicações industriais de nanoestruturas; a toxicologia e a avaliação de potenciais riscos ambientais e para a saúde humana; e aspectos legais e marco regulatório da nanotecnologia no Brasil. Em menos de 72 horas, cerca de 400 inscrições foram recebidas, demonstrando o grande interesse do público sobre o tema.

Apenas em 2010, o mercado global de nanotecnologia gerou US $ 383 bilhões. Estima-se que esse número chegará a US $ 3 trilhões no mercado global até 2020, de acordo com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Encontram-se entre os principais nichos de mercado da nanotecnologia no Brasil: saúde, farmacêutico; higiene e cuidados pessoais; cosméticos; meio ambiente; óleo e gás; energia; espaço e defesa; alimentação; nanomateriais e nanocompostos.

 

O LNNano

O Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNano) está localizado em Campinas-SP e é integrante do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), uma organização social qualificada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O Laboratório, aberto a usuários, busca, por meio de pesquisas in house, explorar oportunidades oferecidas pela nanotecnologia para atender às necessidades da agricultura, indústria e serviços, em âmbito regional, nacional e internacional. O Laboratório atua, também, na criação e desenvolvimento de produtos e processos sustentáveis, através de seus cinco laboratórios: Laboratório de Microscopia Eletrônica, de Microfabricação, de Ciência de Superfícies, de Materiais Nanoestruturados e de Caracterização e Processamento de Metais.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone