Corte de recursos ameaça o Sirius, em Campinas

Publicado em 05/09/2017
Jornal Metro, em 30/08/17

Corte de recursos ameaça o Sirius, em Campinas

Por Metro Campinas

Um dos mais importantes projetos de tecnologia do Brasil sediado em Campinas, está sob risco.

De acordo com informações da Agência Estado, o orçamento aprovado no Congresso para o CNPEM (Centro Nacional de Pesquisas em Energias e Materiais) este ano é de aproximadamente R$ 90 milhões, mas o centro só tem autorização para gastar R$ 54 milhões, em função do corte (contingenciamento) de 44% do imposto pelo governo federal ao orçamento do MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações).

E desses R$ 54 milhões, o CNPEM só recebeu, até agora, R$ 15 milhões.

“Não temos dinheiro suficiente para chegar até o fim do ano, mas aguardamos novas liberações”, disse o diretor do laboratório, Rogério Cerqueira Leite ao Estado.

“Estamos aflitos, mas não desesperados”, completou, tentando manter o otimismo. Os recursos disponíveis hoje, segundo ele, são suficientes para mais dois meses de salário dos seus quase 600 funcionários.

O Ministério da Ciência, Tecnologia disse ao Metro em nota, “que atua junto aos Ministérios da Fazenda e do Planejamento pelo descontingenciamento de recursos, que afetaram os diferentes órgãos do Governo Federal”. Ressalta ainda o papel da pesquisa e do investimento em ciência e tecnologia para o desenvolvimento do país e que trabalha pela recuperação do orçamento total previsto para esse ano.  

 

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone