Confira a agenda científica de 15 a 21 de agosto

Portal do MCTI, em 14/08/2015

Neste sábado (15), o Parque Zoobotânico do Museu Paraense Emílio Goeldi (MPEG/MCTI) completa 120 anos de existência. Para celebrar o aniversário, a instituição programou um mês de comemorações. No domingo (16) haverá uma série de atividades especiais, como o Programa Natureza e a oficina Brinque com as Miniaturas, que será realizada na tenda “Viva Amazônia”. Nela, o público poderá conferir as versões em miniatura de papel dos animais araracanga (Ara macao), onça-pintada (Panthera onca), ariranha (Pteronura brasiliensis) e guará (Eudocimus ruber), espécies que integram a fauna do Parque Zoobotânico. No mesmo espaço, será possível colorir e montar as miniaturas dos bichos, que serão disponibilizadas no Portal do MPEG a partir de quinta-feira (20), acompanhadas de matérias com informações sobre os mesmos.

Saiba mais.

Feira de ciência

Estão abertas as inscrições para a seleção de trabalhos para sete Feiras de Ciência e Tecnologia do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). As feiras serão realizadas em Aquidauana, Campo Grande, Corumbá, Coxim, Nova Andradina, Ponta Porã e Três Lagoas, entre 23 e 26 de setembro, durante a Semana de Ciência e Tecnologia (SNCT) 2015. Os trabalhos de pesquisa deverão ser produzidos pelos estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental, do ensino médio e técnico integrado de nível médio de instituições públicas ou privadas. A inscrição é gratuita e deve ser feita pelo orientador do projeto emhttp://sistemas.ifms.edu.br/semanact. Há a necessidade de enviar o resumo do trabalho e cadastrar os participantes, observando os padrões e normas descritos no edital de abertura. O prazo irá terminar no dia 4 de setembro.

Videoaulas

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI) e o Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) lançaram a frente de videoaulas do Projeto Capacitree – Capacitação e Monitoramento de Florestas por Satélite. A ação complementa as atividades do Centro Regional da Amazônia, do Inpe, que, em dois anos, já preparou cursos presenciais para mais de 250 pessoas da América Latina, Ásia e África nas práticas brasileiras de monitoramento por satélite da Amazônia Legal Brasileira. As 24 videoaulas estarão disponíveis, a partir de 15 de agosto, em português, inglês, espanhol e francês. Os interessados podem acessar o material pela página www.inpe.br/cra.

Cursos de usinagem na INB

O programa Jovem Aprendiz está com inscrições abertas para o processo de seleção para o curso de Usinagem, que acontecerá em Resende (RJ), onde a Indústrias Nucleares do Brasil (INB) mantém a Fábrica de Combustível Nuclear (FCN). São oferecidas 18 vagas. Para ser um jovem aprendiz é necessário ter entre 14 e 22 anos e ter completado pelo menos o 9º ano do ensino fundamental. Além da bolsa de meio salário mínimo (R$ 448,47), é assegurado ao Jovem Aprendiz o vale-transporte, férias, 13º salário e FGTS. Os interessados podem se inscrever até o dia 19 de agosto, no Serviço Nacional de Aprendizagem (Senai) do município fluminense, localizado na Rua Sarquis, 156,  Jardim Jalisco.

Workshop

Estão abertas, até 20 de agosto, as inscrições para o 6º Proteomics Workshop. O evento, que será realizado nos dias 4 e 5 de novembro no campus do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas (SP), abordará temas de destaque nas áreas de proteômica e espectrometria de massas. O encontro é organizado pelo Laboratório Nacional de Biociências (LNBio). As inscrições são gratuitas e devem ser feitas na página do evento.O Proteomics Workshop contará com a presença de palestrantes do Brasil e do exterior, que debaterão temas como biologia de sistemas aplicada ao estudo da patogênese e da interação patógeno-hospedeiro. Neste ano, o workshop receberá também curso Trans-Proteomic Pipeline (TPP), promovido pelo Seattle Proteome Center (SPC).  A taxa de inscrição para o TTP varia entre US$ 200 e US$ 600.

Saiba mais.

Inovação da química

No dia 19 de agosto, a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) apresenta o Plano de Apoio à Diversificação e Inovação da Química (Padiq), lançado pela Finep e pelo BNDES em 31 de julho. Representantes das empresas mostrarão detalhes do plano e tirarão dúvidas dos participantes. Os interessados devem enviar e-mail para:francisco.zorowich@abiquim.org.br.  O encontro acontece no auditório do condomínio Millenium, na sede da Abiquim, em São Paulo, das 10h às 12h. Maurício Syrio, superintendente da Área de Inovação 2, e Rodrigo Secioso, gerente do Departamento de Processos Industriais, representarão a Finep. O PADIQ vai coordenar as ações de fomento à inovação e a investimentos produtivos, integrando os instrumentos de apoio financeiro das duas instituições destinados a projetos da indústria química no País. O plano prevê R$ 2,2 bilhões para as operações contratadas no período de 2016 a 2017 nas seis linhas temáticas selecionadas para o primeiro edital, voltado para os segmentos de aditivos alimentícios para animais; derivados do silício; fibra de carbono; químicos para exploração e produção de petróleo; matérias primas para cosméticos; e químicos obtidos a partir de fontes renováveis. O edital estará disponível para consulta nos sites do BNDES e da Finep no mês de setembro.

Saiba mais.

Financiamento à pesquisa e à pós-graduação

A Academia Brasileira de Ciências (ABC), a Academia Nacional de Medicina (ANM) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) realizarão, no dia 20 de agosto, o simpósio Financiamento à Pesquisa e à Pós-Graduação: Problemas e Perspectivas face à Nova Realidade Econômica”. O evento acontecerá às 18h, na sede da ANM – Av. General Justo, 365, 7º andar – Centro – Rio de Janeiro (RJ).

Leia mais.

Chuva de meteoros

Até o dia 22 de agosto ocorre a chuva de meteoros Perseidas. Esta chuva poderá ser visível no Brasil, mais provavelmente no interior de Pernambuco. A taxa de meteoros na chuva Perseidas costuma ser de 80 por hora. Mas esses meteoros são partículas muito pequenas que, por isso, queimam muito rapidamente. Uma chuva de meteoros ocorre quando a Terra cruza a órbita de algum cometa, no caso o Swift-Tuttle, o que faz com que pequenos fragmentos que ele deixa ao longo da sua órbita penetrem a atmosfera num curto intervalo de tempo e em trajetórias quase paralelas.

O cometa Swift-Tuttle gira em torno do Sol uma vez a cada 133 anos. Todo mês de agosto, a Terra passa por uma nuvem de fragmentos deixados pela cauda desse cometa. Os meteoros são pequenos corpos celestes que se deslocam no espaço e entram na atmosfera da Terra, queimando parcial ou totalmente devido ao atrito com a atmosfera terrestre e ao contato com o oxigênio. O fenômeno deixa um véu luminoso no céu.

“Como este fenômeno é pouco brilhante, para vê-lo é necessário buscar um lugar alto, sem poluição atmosférica e luminosa, e olhar para o céu um tempo antes para acostumar a vista”, orienta o pesquisador Carlos Veiga. As chuvas de meteoros não representam riscos para a Terra e acontecem em praticamente todos os meses, algumas com mais intensidade e ampla visibilidade. A TV Nasa transmitirá o fenômeno. Para assistir, acesse o link.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone