Comunidade científica ganha mais um reforço no Brasil na área da química

Jornal Agora em 30/maio

No mês de junho, o Brasil será sede de temas relevantes na área de química durante a primeira reunião da American Chemical Society(ACS) no País. Em janeiro deste ano, começou a funcionar no Brasil uma divisão da Sociedade visando estreitar as relações entre as comunidades científicas da área da química brasileira e americana, criando mais oportunidades para colaborações e trabalho de equipe entre grupos de pesquisa dos dois países.

Essa discussão será feita por meio de reuniões anuais itinerantes, sendo a próxima na sede da Embrapa, Brasília/DF, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. A reunião será dia 03 de junho e paralelamente ocorrerá o lançamento oficial da ACS Brazil Chapter.

A ACS é a maior sociedade química internacional e tem uma forte colaboração com países do mundo todo. De acordo com o pesquisador da Embrapa Agroenergia e membro fundador da ACS Brazil Chapter, Sílvio Vaz Júnior, devido ao seu destaque político e econômico na América do Sul, o Brasil desperta atenção das sociedades científicas internacionais. Além do que, estamos crescendo a cada dia em termos de aumento e impacto da nossa produção científica mundial.

“Ter um pesquisador da Embrapa na diretoria do Brazil Chapter reflete a excelente inserção internacional da instituição. É natural a aproximação da ACS com a Embrapa, dada a ligação histórica da química com o desenvolvimento da agricultura, especialmente no Brasil”, ressalta Silvio. Cabe destacar que a ACS, entre os seus mais de 40 periódicos científicos, publica um de alto impacto voltado para a química na agricultura, que é o Journal of Agricultural and Food Chemistry (http://pubs.acs.org/journal/jafcau).

“Com a ACS Brazil Chapter espera-se aumentar a cooperação científica, criando mais oportunidades para colaborações e trabalhos entre grupos de pesquisa de americanos e brasileiros”, explicou o pesquisador da Embrapa. Outro objetivo da entidade é a educação da nova geração de químicos, além de discutir o papel da ciência e da química no desenvolvimento de uma sociedade saudável, sustentável e próspera.

Programação 

Durante a programação serão tratados temas como o uso da cana-de-açúcar nas biorrefinarias, pelo pesquisador do CTBE Antonio Bonomi; as potencialidades da química para a biomassa brasileira, pelo pesquisador Antônio Oilveira da CGEE; indústria química brasileira, pelo presidente da Associação Brasileira da Indústria Química – ABIQUIM, Fernando Fernandez, a Embrapa e a sua relevância para a pesquisa agrícola. Também será tema na reunião a química verde e suas aplicações. No que diz respeito à química verde, com destaque para o uso da biomassa pela química, a ACS criou o ACS Green Chemistry Intitute(http://www.acs.org/content/acs/en/greenchemistry.html) o qual organiza encontros de pesquisa e inovação, educação, indústria e negócios, propiciando um avanço do conhecimento sobre o que é a química verde a as suas aplicações. Cabe ressaltar que a química verde também será um tema a ser tratado na reunião que ocorrerá na Embrapa.

A presidente do capítulo brasileiro da ACS e professora da Unicamp, Cátia Ornelas irá finalizar a reunião. “Como futuros passos espera-se uma inserção do Brazil Chapter na agenda científica brasileira e uma maior divulgação da American Chemical Society junto a estudantes e profissionais no Brasil”, ressaltou a Cátia Ornelas.

O evento é aberto ao público e vai acontecer de 9h às 13h30, no auditório Biomas, na sede da Embrapa, localizada no Parque Estação Biológica, Av. W3 Norte (final), Brasília/DF. Mais informações podem ser obtidas no email agroenergia.eventos@embrapa.br

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone