CNPEM sedia reunião de cúpula que celebra Ano da Cristalografia

Publicado em 28/08/2014

Portal do MCTI, 27/08/2014

 

Latin American Summit Meeting on Biological Crystallography and Complementary Methods terá presença da ganhadora de Prêmio Nobel Ada Yonath. Será realizado de 22 a 24 de setembro, em Campinas (SP).

 

Pesquisadores de países latino-americanos e cientistas de destaque no cenário mundial estarão reunidos entre 22 e 24 de setembro, no Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas (SP), para participar do Latin American Summit Meeting on Biological Crystallography and Complementary Methods.

evento faz parte da programação oficial do Ano Internacional da Cristalografia (IYCr2014), promovido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e pela União Internacional de Cristalografia (IUCr).

A palestra de abertura do encontro será feita por Ada Yonath, ganhadora do Prêmio Nobel de Química de 2009. Natural de Israel, Ada recebeu o prêmio graças aos seus trabalhos pioneiros sobre a estrutura e função do ribossomo, que empregaram a cristalografia de raios-X para mapear a posição dos átomos nessas estruturas. Ela também participará do Workshop on Thermodynamics, Disequilibrium and Evolution (TDE 2014), na área de astrobiologia.

De forma direta e indireta, a cristalografia está presente no trabalho de 45 cientistas vencedores do Nobel – das áreas de fisiologia, biologia, química, física. Trata-se, portanto, de uma área transversal e fundamental a todas as ciências.

A cristalografia tem como principal objeto desvendar a disposição de átomos em estruturas cristalinas sintéticas ou naturais. Os resultados de estudos da área são fundamentais para o desenvolvimento de novos materiais e beneficiam empresas das áreas farmacêutica, cosmética, agrícola, alimentar, aeronáutica, automobilística, eletromecânica, de tecnologia e de minas, dentre outras.

Aplicação na biologia

O encontro em Campinas será voltado à cristalografia biológica, área que investiga principalmente cristais de proteínas para compreender processos biológicos, desvendar o desenvolvimento de doenças e, também, desenvolver novas terapias e fármacos. O evento pretende avaliar os avanços atingidos nos últimos anos na área de cristalografia aplicada a fenômenos biológicos. Também busca a integração e soluções para os gargalos que dificultam a realização de pesquisas científicas competitivas nos países em desenvolvimento.

O Latin American Summit Meeting on Biological Crystallography and Complementary Methods é promovido por uma parceria entre o CNPEM, o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), o Laboratório Nacional de Biociências (LNBio), o Instituto de Física de São Carlos (IFSC-USP) e a Associação Brasileira de Cristalografia (ABCr), com apoio da IUCr e da Unesco.

Repercussão: Portal Brasil, Revista Gestão Universitária, Jornal Brasil, ANUP

 

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone