Cana SP: déficit hídrico na região de Araraquara pode comprometer vigor e produtividade; no Oeste, boas condições

Publicado em 21/02/2018
Notícias Agrícolas, 19/02/2018

 

A partir de março, mensalmente, sempre no dia 15, aqui no Notícias Agrícolas acompanhamento de balanço hídrico e precipitação, além de índices de vegetação, com base em dados de satélite, mostram as condições para o desenvolvimento da cana de açúcar em 12 regiões paulistas

LOGO nalogo

O Notícias Agrícolas irá trazer, todo dia 15 de cada mês, um boletim agroclimático para detalhar o acompanhamento da safra de cana de açúcar no estado de São Paulo.

Daniel Duft, especialista em sensoriamento remoto do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE), destaca que este boletim traz pontos como o índice de vegetação e o acompanhamento das chuvas na lavoura de cana em 12 regiões paulistas, sempre trazendo um retrato do que ocorreu no mês anterior.

Os dados são baseados no modelo climático europeu, que são compilados para o estado, bem como contam também com uma análise sensorial para destacar o nível de vegetação.

Neste momento, as regiões Noroeste e boa parte da região Norte de São Paulo acumulam um déficit hídrico, com precipitações até 10mm, uma vez que as chuvas demoraram para começar e, quando vieram, ficaram abaixo da média histórica. “Isso fez com que o estado tivesse algumas regiões que não estão em excedente hídrico”, salienta Duft. O restante das regiões apresenta volume acumulado de 11mm a 100mm.

A situação de desempenho da safra é de alerta para a região de Araraquara, que não conseguiu se recuperar e, portanto, está em alerta vermelho. Para as regiões de São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, Marília e Presidente Prudente, o alerta é amarelo, o que configura uma situação de atenção.

Confira o boletim completo no vídeo acima!

 

Por: Giovanni Lorenzon e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

Repercussão: UDOP