Campinas Tecnológica – A Silicon Valley Brasileira

TI Especialistas em 14/12/2015

Link: http://www.tiespecialistas.com.br/2015/12/campinas-tecnologica-silicon-valley-brasileira/

Por Wilson Laia

Nos últimos dias tenho vivenciado mais intensamente o ambiente de Ciência Tecnologia da nossa cidade por conta de alguns acontecimentos que potencializam a área de Tecnologia da Informação de Campinas, e que podem projetá-la a um patamar antes inimaginável e a princípio, privilégio de algumas das poucas e importantes cidades localizadas nos países líderes mundiais em tecnologia.

Isso me deu a oportunidade de estudar mais a fundo este potencial, compilando uma série de informações disponíveis, seja pela Prefeitura Municipal de Campinas ou por parte dos Parques Tecnológicos da cidade, proporcionando-me uma visão holística do seu potencial neste segmento.

O resultado foi um material tão rico em informações que, ao menos uma visão geral, merece ser compartilhada com a população, objetivando levar ao conhecimento da maior parte do nosso povo possível, as qualidades e os diferenciais de nossa cidade.

Mas, uma cidade não é feita apenas de uma única área de atuação. A cidade é um organismo vivo, um grande ecossistema. Nosso sistema educacional, o cenário político, desafios econômicos e sociais, diversidade cultural, leis, normas e procedimentos estão no nosso entorno e retratam a própria atmosfera em que vivemos. Em sendo assim, é necessário transcrever também de maneira holística todas as constatações do estudo supramencionado.

Desta forma, há muito a ser dito sobre este tema e muito mais. Mas, vamos iniciar com a vocação tecnológica da nossa cidade e ver onde isto nos leva. Com base em tudo isto, falar sobre a nossa cidade é um imenso prazer!

A Pujança da Cidade

Sob o escudo da bandeira de Campinas está uma faixa com a divisa em latim “Labore Virtute Civitas Floret” ou, em português, “No Trabalho e na Virtude a Cidade Floresce”. E nossa cidade parece seguir esta frase à risca. Literalmente tem trabalhado com muito afinco e tem colhido os frutos de tal dedicação.

Localizada em uma das regiões mais ricas do país, Campinas é uma cidade com 1.1 milhão de habitantes e é o centro da Região Metropolitana de Campinas, que por sua vez, tem mais de 3 milhões de pessoas. A sua excelente localização – 96 km da capital do Estado de São Paulo, na região Sudeste do Brasil – sua pujança econômica, a vocação para a Ciência e Tecnologia (C,I&T) e para o conhecimento, a torna uma das 10 cidades mais prósperas do país, com um PIB de 24.21 bilhões de dólares.

Aparece em quinto lugar entre 100 municípios analisados pelo Índice das Melhores e Maiores Cidades Brasileiras, o BCI100, elaborado pela Delta Economics & Finance com base nos dados do Censo 2010 do IBGE e do Ideb.

Contudo, muitos habitantes de Campinas podem não conhecer todo o potencial de nossa cidade e o quão importante ela é no cenário nacional e mundial e, ainda, o quanto ela pode vir a ser num futuro próximo, especialmente no que tange a Ciência e Tecnologia e a todos os benefícios que isto pode trazer para a cidade e para sua população.

Um recente estudo feito pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela empresa de consultoria McKinsey aponta que 600 cidades serão capazes de criar empregos e atrair negócios simultaneamente – em particular na área de alta tecnologia, serviços e logística – alavancando dois terços do crescimento econômico mundial nos próximos anos. São as chamadas “Cidades Motores”.

Quatrocentas (400) delas estão em países emergentes. Dez estão no Brasil. Apenas uma não é capital de estado. E esta cidade é Campinas, que possuí milhares de pequenas, medias e grandes empresas e demonstra uma forte vocação tecnológica e acadêmica, contando com mais de 15% da produção científica do país.

Sob o slogan de “A cidade mais surpreendente do Brasil”, considerada a Silicon Valley Brasileira, com a grande vocação para tecnologia já mencionada e com aspiração a se firmar como “A Cidade do Conhecimento”, nossa cidade respira tecnologia.

Parques Tecnológicos

Possuí 05 Parques Tecnológicos distribuídos em uma área total de 33.824.000 m2, chamados de Polo de Alta Tecnologia, com um conceito de Comunidade de Excelência, Polo de Inovação e vanguarda com desenho e concepção urbana, unindo vida, lazer e trabalho.

Somente o Novo Parque Tecnológico da cidade, possuí 23.000.000 m2 e será moderno e preparado para o crescimento tecnológico da região, com um conceito totalmente futurístico, contendo centro empresarial, centro de convivência, centro de convenções combinando com áreas residenciais, e com toda a infraestrutura necessária a um empreendimento deste nível, proporcionando uma alta qualidade de vida às pessoas que nele trabalharem.

Nossos parques pretendem ter identidade própria e, assim, fazer da cidade um Centro de Excelência em Ciência e Tecnologia. Estes Parques Tecnológicos hospedam uma série de importantes empresas de base tecnológica, incubadoras e aceleradoras de empresas start-ups.

Os Parques Tecnológicos da cidade são geridos pela CIATEC – Companhia de Desenvolvimento do Polo de Alta Tecnologia de Campinas – baseada nas Leis de Apoio e Incentivos Fiscais da Prefeitura de Campinas, sendo o agente facilitador, atuando no planejamento e execução da política de ciência e tecnologia da administração pública das diversas esferas governamentais especialmente a municipal

Centros de Pesquisa

Campinas possuí mais de vinte Centros de Pesquisa, e foi a pioneira no hemisfério sul em ter um laboratório de luz sincrotron, o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS), que é parte do Centro Nacional de Pesquisas e Materiais (CNPEM) sob o qual estão também Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE) o Laboratório Nacional de Biociências (LNBIOS) e o Laboratório Nacional de Nanotecnologia (LNNANO). Somente a UNICAMP possuí vinte e um Centros e Núcleos de pesquisa, e é uma referência nacional e internacional.

O CNPEM está trabalhando a plena força na construção do Projeto Sirius – O Novo Acelerador de Partículas – O maior projeto da ciência Brasileira. Há apenas cinco instalações deste tipo de equipamento no mundo, Argonne, Illinois-USA, Lund na Suécia, Genoble na França, Harima no Japão e Campinas–SP, o que projeta ainda mais a imagem e o posicionamento da cidade no cenário científico mundial.

Além disto, Campinas tem o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), que possuí um excelente programa de pesquisa e desenvolvimento (P&D), o maior da América Latina em sua área de atuação, realizando atividades que permitam futuras transições tecnológicas, como por exemplo as tecnologias voltadas ao atendimento das políticas públicas de inclusão digital, baseado essencialmente em iniciativas de tecnologia.

A cidade possuí, ainda, outros Centros de Pesquisa, que também são referência nacional e internacional, tais como o Instituto Agronômico de Campinas (IAC), Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), Centro de Ensino e Pesquisa em Agricultura (CEPAGRI, Meteorologia UNICAMP), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA), dentre outros.

Energia Elétrica e Energia Limpa

No que tange a energia elétrica, Campinas é a única cidade que é atendida por duas geradoras de energia elétrica, FURNAS e ITAIPÚ, cuja distribuição é feita pela CPFL. Isto é algo que traz uma vantagem significativa para a cidade no que diz respeito a questão da contingência no fornecimento de energia elétrica, que é de suma importância para alguns tipos de empresas, configurando-se num grande diferencial da cidade.

A cidade possuí também fontes de energia renovável, a chamada energia limpa ou não poluente, tais como Gás Natural, proveniente do Gasoduto Brasil-Bolívia, que passa bem ao lado do Techno Park, situado na região do entroncamento da Rodovia Anhanguera e Dom Pedro I, Biogás, Biodiesel, Álcool, Bioetanol e energia solar com suas células fotovoltaicas.

Telecomunicações

Quanto a telecomunicações, a cidade é atendida por todas as operadoras de telefonia fixa e celular, que oferecem diversos serviços e links de comunicação de alta velocidade para o mundo corporativo, e banda larga para os usuários das pequenas e médias empresas e para o setor doméstico.

Água e Esgoto

A cidade tem uma das melhores empresas de água e esgoto do país, a SANASA, responsável pelo sistema municipal de água e esgoto, e que já oferece a possibilidade da utilização de água de reuso com mais de 90% de pureza, após ser tratada.

A SANASA é responsável também pelo sistema de esgoto municipal e pelo sistema de tratamento de esgoto, cuja eficiência é reconhecida em todo o país.

Instituições de Ensino

Na área de educação, a cidade possuí cerca de quarenta e cinco instituições de ensino superior, que oferecem cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado, além de cursos de capacitação e reciclagem de profissionais de vários segmentos de mercado.

Campinas é reconhecida internacionalmente pela renomada qualidade de suas instituições de ensino. Dentre estas instituições destaca-se a UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – que registra mais patentes do que qualquer outra instituição de ensino no Brasil e é uma das 200 melhores universidades do mundo, de acordo com o The Times Higher Education Supplement, hoje chamado de Times Higher Education (THE) – revista inglesa que publica notícias e artigos referentes a educação superior.

Campinas tem o maior número de aplicações em patentes do Brasil em vários campos do conhecimento. A UNICAMP possuí o maior Parque Científico da cidade e realiza mais de 400 eventos científicos e tecnológicos por ano.

Com isto, a cidade possuí uma grande capacidade de fornecer profissionais altamente capacitados para todos os segmentos de mercado, tais como Tecnologia da Informação, Energia, Telecom, Água, Bancos, Seguros, Varejo, Petróleo e Gás, Saúde e Governo.

Rede Hoteleira e de Restaurantes

Para suportar todo esse aparato, a cidade possuí uma excelente rede hoteleira e de restaurantes. São cerca de 46 Hotéis, Resorts, Fazendas e SPAs que oferecem cerca de 4.000 quartos e 9.000 camas, 4.600 Restaurantes, dos quais 35 são de cozinha internacional.

A cidade sedia cerca de 1.800 eventos Internacionais de negócios e turismo por ano, e está em 9º lugar no ranking nacional, 600 destes eventos são de teor tecnológico e científico.

Transporte e Logística

Em relação ao transporte e logística, Campinas é privilegiada por ter uma localização estratégica. Tem o maior aeroporto de cargas e o 6º maior aeroporto de passageiros da América Latina, Viracopos, com 180 operações de pouso e decolagem por dia.

A estimativa é que o Aeroporto de Viracopos receba cerca de 14 milhões de passageiros por ano. Por ora, os principais destinos são: Miami, Orlando, New York, Lisboa, Frankfurt e outros países da Europa, Ásia e Oriente Médio.

A cidade é cortada por 05 das principais rodovias do país. Estas 05 rodovias conectam Campinas com o restante do país, principalmente com os líderes do mercado produtivo Brasileiro. As principais rodovias são a Rodovia dos Bandeirantes, Rodovia Anhanguera e a Rodovia Dom Pedro I. Estas vias arteriais permitem fácil acesso ao aeroporto de Viracopos, facilitando o acesso aos Parques Tecnológicos da cidade.

Políticas de Incentivo

E para alicerçar toda esta iniciativa em C,T&I, Campinas criou suas Políticas de Incentivo a Tecnologia para endereçar este assunto, e é a única cidade da Federação a possuir um Planejamento de C,T&I – Ciência, Tecnologia & Inovação (PECTI), que foi criado por 52 especialistas em ciência e tecnologia da cidade, cuja projeção é de 10 anos, ou seja, até o ano de 2025.

Esta política prevê os incentivos fiscais necessários às empresas de base tecnológica, que já é lei na cidade, aprovada pela Câmara de Vereadores e sancionada pelo Prefeito, Jonas Donizette, e foram baseadas no PBM – Programa Brasil Maior – do governo federal, criado em 2011, alinhadas com as 03 Esferas do Governo: Municipal, Estadual e Federal.

As iniciativas da cidade em criar estas políticas também estão alinhadas a ENCTI – Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, que dentre outras coisas visa:

  1. Promover a Inovação e Desenvolvimento Tecnológico
  2. Criar e Fortalecer Competências Críticas da Economia Nacional
  3. Aumentar o Adensamento Produtivo e Tecnológico das Cadeias de Valor
  4. 4Ampliar os Mercados Internos e Externos das Empresas Brasileiras
  5. Garantir Crescimento Socialmente Inclusivo e Ambientalmente Sustentável
  6. Ampliar os Níveis de Produtividade e Competitividade da Indústria Brasileira

Este é o instrumento que estabelece medidas de incentivo e inovação e à pesquisa científica e tecnologia no ambiente produtivo. A cidade conta, ainda, com o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia & Inovação (CMCTI).

A Prefeitura Municipal de Campinas tem realizado um excelente trabalho no que concerne a preparar a nossa cidade para alçar voos mais altos e atrair investimentos nacionais e internacionais. Desta maneira, tem enveredado todos os esforços no sentido de atingir tal projeção.

Assim, com todo o acima exposto, e reiterando a pujança econômica, a vocação para Tecnologia, o fato de ser Polo de Ciência e Alta Tecnologia, possuir vários Centros de Pesquisa, sua grande capacidade de gerar profissionais altamente capacitados e mão-de-obra especializada nos diversos setores da indústria, através de suas excelentes instituições de ensino, aliadas a boa qualidade de vida da cidade, acesso a mercados globais e posição geográfica estratégica, Campinas atraí o interesse de várias empresas e instituições ao redor do mundo.

Com tais predicados Campinas tem figurado na mídia nacional e internacional. A edição 1.100 da Revista EXAME, de 28.10.2015, por exemplo, trouxe uma matéria colocando Campinas como a cidade com a melhor infraestrutura do país, o que coloca a cidade como “a porta de entrada do interior paulista, uma das melhores cidades para se fazer negócios”, nas palavras da própria revista.

Diante e todo este potencial, Campinas pode estar neste exato momento sendo considerada para mais um grande projeto na área de Tecnologia da Informação, concorrendo com algumas outras cidades do país, projeto este que, se implementado, irá transformar a vida da nossa cidade e a catapultará para o topo do mundo da Tecnologia, e atrairá investimentos de várias partes do mundo e colocará a cidade na vitrine mundial. Mas, isto é assunto para um outro artigo.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone