Brasil integra projeto internacional para desenvolver fármacos contra doenças negligenciadas

Publicado em 18/03/2015
IPDFarma em 16/03/2015

Representantes de institutos de pesquisa e empresas de biotecnologia de nove países estarão em Campinas (SP) para discutir o andamento do Projeto New Medicines for Trypanosomatidic Infections (NMTryI). O consórcio internacional desenvolve novos fármacos contra Doença de Chagas, Leishmaniose e Doença do Sono, e se reunirá pela primeira vez no Brasil. O País será representado pelo Laboratório Nacional de Biociências (LNBio).

O evento é aberto à comunidade científica, com inscrições gratuitas, que devem ser feitas até 30 de março. Os pesquisadores participarão ainda de um simpósio, aberto ao público, sobre oportunidades de parcerias entre instituições brasileiras e europeias. Os eventos acontecerão entre 8 e 10 de abril, no campus do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM).

Com orçamento de 7,6 milhões de euros e duração de três anos, o Projeto NMTrypI tem como principal objetivo otimizar moléculas com ação anti-tripanossoma, para garantir medicamentos mais eficientes contra essas enfermidades. Conhecidas como doenças negligenciadas, elas atingem principalmente populações de países em desenvolvimento e seus tratamentos são baseados em medicamentos antigos, os quais apresentam problemas de resistência e toxicidade.

De acordo com o Lucio Freitas-Junior, pesquisador do LNBio, responsável pela participação brasileira no consórcio, o projeto NMTrypI alavancará um montante de mais de 365 mil de euros à Plataforma de Biologia Química e Triagem do laboratório. “Esse investimento beneficiará o processo nacional de descoberta e desenvolvimento de fármacos, por meio do treinamento de pessoal e aquisição de equipamentos”, afirmou.

Para o desenvolvimento de novos fármacos, o consórcio investe em uma abordagem interdisciplinar e na reunião de competências de entidades da Itália, Alemanha, Portugal, Inglaterra, Grécia, Espanha, Bélgica, Sudão e Brasil.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Email this to someone